Desafio de filosofia -

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3535 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Diversos Rostos da Infância

Desafio de aprendizagem da Disciplina de Fundamentos Filosóficos da Educação do Curso de Pedagogia da Universidade Anhaguera-Uniderp.

São Paulo/SP
2011
Introdução

Este trabalho tem como objetivo definir, estimular e entender os diversos rostos da infância e explicar o porquê dos diversos comportamentos a moldagemdo caráter por parte da “criança”.

Mas de que forma a criança molda seu caráter?

Em primeiro lugar, somos seres biológicos com necessidades de fora para dentro. Somos fortemente estimulados através do nosso convívio com a sociedade, o processo de zelo pela família ou como à falta dele pode influenciar esta etapa de nossas vidas.

Nós como seres humanos temos diversascaracterísticas e a educação nos auxilia em nosso processo de evolução, mas aqui também falaremos a respeito das passagens que a educação passou e ainda passam, transformações que influenciaram também na forma como a sociedade enxerga as crianças e na forma na qual a sociedade também foi transformada e está mais participativa e colaborativa neste processo.

Quando falamos em diversidade,comportamento, caráter, educação, sociedade não podemos deixar de falar em cultura que “ajuda” desde que usada com cautela na transformação de cada ser humano. A diversidade nada mais e nada menos que a pluralidade de cultura, as diversas culturas existentes em nosso ambiente e como nós pedagogos podemos ajudar neste processo e muitas vezes influenciamos uma criança para diversos caminhos. Hojetemos a proposta da escola nova transformadora e libertadora, onde quebramos diversos tabus que já existiram e existentes pela sociedade.

O que deve ficar bem claro é que todos nós temos o livre arbítrio e necessidades fisiológicas e biologias diferentes, e que a Escola e o professor direcionam para a “igualdade” de uma conduta e que a sociedade por sua vez interfere com suas manifestaçõesde senso comum, e que a família com o passar dos tempos foi se transformando de forma colaborativa e outros estão distanciando, passando para a escola um papel que não é o seu na educação como um toldo.

Observando que a escola está em constante processo de mutação e que nós somos norteados por varias diretrizes socioculturais e educacionais, mas não só de diretrizes vivemos, e nossaproposta é mostrar através de estudos que todos os tópicos acima estão interligados, mas nenhuma engrenagem funcionara se todos agirem de forma individualista e fazendo de conta que a responsabilidade da vida está destinada única e exclusivamente a “escola” ou ao próprio individuo, mas que todos nós precisamos lidar e observar a diversidade de forma normal, e que caráter e conduta ninguém ensina, maspode ser transformada durante nossa história de vida.

A construção histórico-filosófica do conceito de infância

Construção, o construtivismo referente ao conceito infância e como trabalhar com ela e a Filosofia que é a percepção da realidade se deu por diversos estudos, o entendimento do conceito infância vem nos acompanhando por muitos anos e quem pode nos nortear é Platão(427 – 347 a.C ) o nosso primeiro pedagogo, um filósofo grego onde seu método de ensino era visar, testar aptidões em seus alunos para transformá-los em governantes ele pregava a renuncia do individuo para a sociedade e ele não era democrático, já Aristóteles (384 – 322 a.C) realizava o cultivo da perfeição e que todas as coisas existem por que tem uma finalidade, ninguém nasce virtuoso (a) e averdade científica onde ele desenvolveu o sistema de Silogismo, que contem três proposições, duas premissas e uma conclusão que o silogismo é estruturado do seguinte modo:

Todo homem é mortal (premissa maior) homem é o sujeito lógico, e fica antes do verbo; é representa a ação, isto é, o verbo que exprime a relação entre sujeito e predicado; mortal é o predicado lógico, e fica após o...
tracking img