Desafio de economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2487 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

ADMINISTRAÇÃO

PROF.MS. KATYUSCIA CAMPOS

INTRODUÇÃO A ECONOMIA-OBSERVAR NO NOSSO COTIDIANO, SEJA NO RÁDIO, NA TELEVISÃO OU NOS JORNAIS E CONHECER OS PRINCIPAIS CONCEITOS DE ECONOMIA, CONCLUINDO COM O CONHECIMENTO DOS CONCEITOS DE MACRO E MICROECONÔMIA

LUZIA MÁRCIA CORDEIRO DOS SANTOS – RA 194135

JUAZEIRO

2010FUNDAMENTOS ECONÔMICOS

Custo de Oportunidade pode ser definido como o custo da melhor alternativa possível que se renuncia como resultado de uma escolha, ou seja, é o valor da melhor alternativa a determinada ação ou projeto.

Temos como exemplos os casos de:

HERSHEY´S ANUNCIA PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO INTERNA E QUE VAI DEMITIR 1500 FUNCIONÁRIOS.
Segundo a empresa, amudança na cadeia de produção permitirá que sua atuação seja mais flexível e que ela possa atender melhor os mercados mundiais, de acordo com as necessidades específicas de cada um. Isso virá através da redução de custos que deve ser obtida com a concentração das operações da companhia em menos fábricas e com a maior flexibilização das linhas.

ANÁLISE - Com Intelig, TIM reduz custos e ampliapoder de fogo.

A compra da Intelig pela TIM Participações foi vista positivamente por analistas porque permitirá à operadora reduzir custos de aluguel de circuitos e ainda se fortalecer em segmentos como a longa distância e o mercado corporativo.
A Curva de Possibilidade de Produção (CPP) é a fronteira máxima que a economia pode produzir, dados os recursos produtivos limitados.
Umexemplo que retrata bem foi à guerra fria.

Os consumidores estão sempre observando o comportamento dos preços dos produtos. Assim, para cada bem eles demonstram ser pouco ou muito sensíveis às mudanças de preços. Essa sensibilidade vai depender do quão importante é aquele produto para ele.
Produto elástico mede a sensibilidade, a resposta dos consumidores quando ocorre uma variaçãono preço de um bem ou serviço.
Dólar em queda beneficia consumidor (16/05/2007)
O consumidor tem sentido no bolso as vantagens da valorização do real em relação ao dólar (a moeda americana fechou ontem abaixo dos R$ 2), principalmente no segmento de eletroeletrônicos e em alguns produtos alimentícios (o trigo e o macarrão).
Quanto mais essencial o bem, mais inelástica sua procura, nãotrazendo muitas opções para o consumidor fugir do aumento de preços é o caso de produto inelástico.
Consumo de cigarros cairá, diz especialista (31/03/2009)
O aumento de 20% a 25% nos preços de cigarros devido ao aumento do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) deve reduzir o consumo do produto no Brasil num período de três a seis meses, na avaliação de médicos especializados emtratamento de tabagismo.
Microeconomia: formação de preços
Maximização de lucros são acréscimos bruto de ativos que são obtidos sem a ampliação das dívidas ou do Capital da empresa.

Oi começa a operar em SP
A Oi informou que alcançou fatia de 5,92% das ações preferenciais da Brt Participações, mediante a compra de 13,6 milhões de papéis e que a empresa deverá começar a operarno mercado paulista no segundo semestre deste ano, com tecnologias 2G e 3G.

Lucro do Pão de Açúcar sobe 0,5% para R$ 36,1 milhões

O grupo Pão de Açúcar teve lucro líquido de R$ 36, 147 milhões no primeiro trimestre deste ano, alta de 0,5% sobre o lucro de R$ 35, 950 milhões um ano antes. As vendas líquidas cresceram 20,2% na mesma base de comparação, para R$ 4, 244 bilhões nos trêsprimeiros meses de 2008.

PRODUÇÃO E O MERCADO. O MERCADO SOB CONCORRÊNCIA PERFEITA E MONOPOLISTA.

Desde o sec. XIX esse mercado voraz tem determinado o rumo da humanidade. Se não fosse à concorrência, as empresas não pensariam em evoluir suas mercadorias, seu atendimento, etc. enfim, essa foi à verdadeira revolução.

A concorrência é a disputa entre produtores de um mesmo...
tracking img