Deontologia profissional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3812 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Alíce Telma Alberto Nhambina
Aurélio Joaquim Mel
Michael Jordan Karagianis Mesquita

Tema transversal
Deontologia profissional

Docente: Dra. Elsa Maria Frederico L. Ozobra

Universidade Pedagógica
Departamento de Ciências Naturais e Matemática
Licenciatura em Ensino Estatística e Gestão de informação.
2ºano Pós-Laboral

Beira,Setembro 2012
Índice
Introdução 3
Os conceitosde deontologia, profissão e deontologia profissional 4
Classes profissionais 8
Código de ética profissional 9
Conduta pessoal e sucesso 10
Valor geral e valor social da profissão 11
Responsabilidade e projecao profissional 12
Conclusão 16
Bibliografia 17

Introdução

Existem inúmeros códigos de deontologia, sendo esta codificação da responsabilidade de associações ou ordensprofissionais. Regra geral, os códigos deontológicos têm por base as grandes declarações universais e esforçam-se por traduzir o sentimento ético expresso nestas, adaptando-o, no entanto, às particularidades de cada país e de cada grupo profissional.
O presente trabalho tem como objectivo mostrar os conceitos de deontologia profissional e suas características principais, usando alguns exemplospráticos que possam facilitar a compreensão do leitor.
Portanto um estudo sobre o compromisso ético que o profissional deve ter com a sociedade e principalmente com o meio ambiente, irá trazer melhorias tanto para as organizações quanto para o ambiente externo a elas.

Os conceitos de deontologia, profissão e deontologia profissional

A deontologia é o estudo ou ciência do que é devido (do gregoto déon, que significa o necessário, o conveniente, o devido, o obrigatório; e logos).
A deontologia é um conjunto de comportamentos exigíveis aos profissionais, muitas vezes não codificados em regulamentação jurídica.
Assim, a deontologia é uma ética profissional das obrigações práticas, baseada na livre acção da pessoa e no seu carácter moral. A indagação e acatamento dos princípiosdeontológicos significam dirigir-se pelo caminho da perfeição pessoal, profissional e colectiva.

“O objecto da Deontologia consiste em ensinar o homem a dirigir os
seus afectos, de maneira a que eles sejam o mais possível subordinados ao
bem-estar. Cada homem tem as suas penas e os seus prazeres, que lhe são
próprios, e com os quais o resto dos homens não tem qualquerrelação; há,
também, os prazeres e as penas que dependem das relações com os outros
homens, e os ensinamentos do Deontologista têm por objectivo aprender,
num como noutro caso, a dar ao prazer uma direcção tal que lhe permita ser
produtivo para outros tipo de prazer; e a dar uma tal direcção à pena que a
torne, na medida do possível, uma fonte de prazerou, pelo menos, que ela
seja o menos pesada possível, suportável e, assim, tão transitória quanto
possível.” (Bentham [1834] apud Dias, 2004, pg.167).

Isaac acrescenta que a deontologia pode ainda ser definida como:

“…um conjunto de regras de que uma profissão ou parte dela, se
dota através de uma organização profissional, que se torna a instânciade
elaboração, de prática, de vigilância e de aplicação destas regras.” ([1996]
apud Mercier, 1994, pg.6).

Estas regras traduzem-se actualmente através de Códigos Deontológicos (os mais óbvios representantes da sistematização e formalização das mesmas), sendo que tentam constituir o cerne das características de uma comunidade profissional que seidentifica com as suas regras e adere às mesmas, incluindo as restrições subjacentes. A necessidade de um C.D(Códigos Deontológicos). advém de algumas características inerentes à evolução do homem e da sociedade. As pressões do ambiente sócio-político, a adaptação ao ambiente tecnológico e a necessidade crescente em manter uma relação profissional de confiança e uma boa...
tracking img