Deficientes fisicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5640 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Introdução
Após a criação da lei 8213/91 que em seu artigo 93 estabelece cotas compulsórias a serem respeitadas pelos empregadores na admissão e demissão para inclusão de profissionais portadores de deficiências (PPD`s) em empresas que tenham em seu quadro funcional 100 ou mais empregados, por conseqüência acabou alavancando uma grande procura desses profissionais.
Porém grandes partes dasempresas não estão preparadas para receberem esses profissionais, algo que evidencia é a falta de pessoas com conhecimento na linguagem de libras e braile dentro das empresas.
Essa falta de preparo não se restringe somente as empresas, mas também há alguns estabelecimentos que ainda trabalham com o publico, pela falta de um profissional qualificado, com conhecimento em libras e braile para atenderessas pessoas.
Objetivo desse trabalho é apresentar uma melhor formar de receber esse público, tanto nas empresas como nos estabelecimentos que trabalhem com o publico direto, mostrando que é importante ter um funcionário capacitado e com essas qualificações dentro seu currículo, de formar para agregar uma nova política entre cliente/empresa.

2. Objetivo
A idéia principal do projeto ésugerir as empresas que desenvolvam planos para contratar mais funcionários com deficiências auditivas, disponibilizando treinamento para os funcionários que estão dentro da empresa, com objetivo de capacitá-los na linguagem de libra, com a finalidade de se obter uma melhor recepção a esses funcionários com deficiência.
Cada empresa implantaria um curso interno para desenvolver a linguagem de libras,com o intuito de melhora a comunicação dos funcionários.
Esses treinamentos seriam integrados na admissão dos funcionários, assim todos aqueles que entrarem na empresa, terão conhecimento na linguagem de libras de modo que quando surgissem funcionários com deficiência auditiva não seria nenhuma surpresa para os demais funcionários da empresa.






3. Desenvolvimento

3.1 O Conceito deportadores de deficiência
O termo “Portador de deficiência” pode ser visto sob vários aspectos. Contudo, cabe primeiramente definir os conceitos de deficiência e incapacidade.
O Anexo do Decreto n°3048 de 12/05/99, que aprovou o Regulamento da Previdência Social, adotou as definições da Organização Mundial da saúde, para Deficiência e Incapacidade da seguinte forma:
Deficiência – qualquer perdade função ou anormalidade em estrutura do corpo humano;
Incapacidade – É a redução ou falta de capacidade para realização de determinada tarefa em decorrência da deficiência.
O mesmo anexo classifica a incapacidade como incapacidade total ou absoluta, que é a completa incapacidade de realizar qualquer trabalho; Incapacidade Parcial, que é a diminuição parcial da aptidão laboral, que pode ser:temporária; permanente; indefinida; intermitente; específica (para determinada função) múltipla.
De acordo com a cartilha de Portadores de Deficiência do Rio Grande do Sul, a NR 07 que veio revolucionar a saúde ocupacional em nosso país a partir de dezembro de 1994, em seu item 7.4. define a realização, entre outros, de exames adicionais e de retorno ao trabalho, procurando proteger o trabalhador emrelação aos riscos existentes nos ambientes de trabalho e para orientação do empregador.
A norma define a aptidão laboral, que é a capacidade de uma pessoa para realizar de formar eficiente uma ocupação.
Ao realizar um exame, o médico do trabalho deve apenas pressupor que o candidato está apto para uma determinada atividade, e não ficar a procura de algo que signifique a inaptidão do candidato.Não deve o Médico de Trabalho selecionar o mais apto, mas verificar se o candidato cumpre condições mínimas para o cargo em questão, baseado no perfil profissional gráfico. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (Cartilha do Ministério do Trabalhado do Rio Grande do Sul) estima-se que no Brasil temos o seguinte quadro mínimo e crescente em relação a portadores de deficiências:
- 5% da...
tracking img