Cultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1657 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Cultura

Existe uma natureza humana universal, composta por grupos humanos: homens, mulheres, negros, brancos, índios, pobres ou ricos.
Algo é natural desde que exista e se manifeste por uma necessidade independente da ação e da intenção humana, assim como a gravidade rege corpos e objetos no solo. A natureza humana faz parte da natureza em seu todo. A natureza é a ciência efaz parte da funcionalidade dos ambientes e dos organismos vivos. Significa dizer que alguma coisa é natural quando não se depende da ação e intenção dos seres humanos.
Se a natureza humana é responsável pela existência da capacidade de chorar, pensar, sentir e sorrir no ser humano, dizer que o homem não (pode) chorar é uma contradição à própria necessidade humana. O ser humano não é construídosomente a partir de sua natureza e sim a partir de comportamentos, identidades, modos e expressões formadas dentro de sua cultura e história político-econômica e social.
Com frequência ouvirmos frases do tipo: “Chorar é próprio da natureza humana” e “ela é corajosa não tem medo de nada” ou então “homem não chora”. São frases que não correspondem aos fatos da realidade, são contraditórias, poisdizer que o homem não chora foge das leis da natureza já que chorar é considerado natural.
Somos seres cuja ação determina o modo de ser, agir e pensar e que a ideia de um gênero humano natural e de espécies humanas naturais não possui fundamento na realidade. Veríamos que a ideia de natureza humana como algo universal e existente em si e por si mesma não se sustenta. Veríamos como os seres humanosvariam em consequência das condições sociais, econômicas, políticas, históricas em que vivem. Pois os seres humanos são culturais ou históricos.

O ser culto
O que é ser culto? Alguém que sabe tudo sobre a sua área profissional? Que sabe tudo sobre o mundo social? Que fala várias línguas? Uma pessoa com uma cultura geral média, como se quantifica isto? Isso depende da sociedade em que estamosinseridos e das influências que temos no dia a dia. A cultura é vista como algo positivo, prestígio, respeito ou superioridade. Enquanto ser “inculto” é algo negativo e menos importante.
A cultura possui vários sentidos e significados, pode se relacionar com educação, classe social, religião, popularidade ou elite. Mas se tivermos consciência da nossa posição na sociedade e no mundo, se tivermosconscientes da nossa personalidade e da nossa dignidade enquanto seres, se fizermos do nosso interior um aperfeiçoamento constante, então será culto, pois uma pessoa culta não implica que se seja uma pessoa sábia, mas sim uma pessoa que se aplica para ter uma base cultural mínima para se viver na sociedade.

Natureza e cultura

No pensamento ocidental, Natureza possui vários sentidos:
princípio de vidaou princípio ativo que anima e movimenta os seres. Nesse sentido, fala-se em "deixar agir a natureza" ou "seguir a natureza" para significar que se trata de uma força espontânea, capaz de gerar e de cuidar de todos os seres por ela criados e movidos. A natureza é a substância (matéria e forma) dos seres.
Essência própria de um ser ou aquilo que um ser é necessária e universalmente. Nesse sentido,a natureza de alguma coisa é o conjunto de qualidades, propriedades e atributos que a definem, é seu caráter ou sua índole inata, espontânea. Aqui, natureza se opõe ás ideias de acidental (o que pode ser ou deixar de ser) e de adquirido por costume ou pela relação com as circunstâncias.

Organização universal e necessária dos seres segundo uma ordem regida por leis naturais. Nesse sentindo, anatureza se caracteriza pelo ordenamento dos seres, pela regularidade dos fenômenos ou dos fatos, pela frequência, constância e repetição de encadeamentos fixos entre as coisas, isto é, de relações de causalidade entre elas. Em outros termos, a natureza é a ordem e a conexão universal e necessária entre as coisas, expressas em leis naturais.

Cultura e História
Foi Hegel e, depois dele, Marx que...
tracking img