Cultura aleman

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8456 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Cultura alemã

O arquiteto alemão Johann Balthasar Neumann desenhou a Residenz, palácio barroco em Wurzburgo (Alemanha), para o príncipe ou o bispo desta cidade. Finalizado em 1746, o palácio apresenta um grande hall ou vestíbulo com escadas na parte central. O teto côncavo da escadaria é decorado com pinturas do artista italiano do século XVIII, Giovanni Battista Tiepolo. O palácio é aberto aopúblico e a ala sul alberga o Museu Martin von Wagner
Durante a idade da pedra, os bosques alemães estavam povoados por grupos de caçadores e coletores. Constituíam as formas primitivas do Homo sapiens, (Homem de Heidelberg que viveu há 400.000 anos).
Aproximadamente em 2300 a.C. chegaram novas hordas de povos indo-europeus, antepassados dos germanos, que se instalaram no norte e no centro daAlemanha, os povos bálticos e os eslavos no leste e os celtas no sul e no oeste. De 1800 a 400 a.C., os povos celtas do sul da Alemanha e da Áustria desenvolveram progressos no trabalho com o metal, configurando várias culturas — campos de urnas, Hallstatt e La Tène — que se difundiram pela Europa.
Entre os séculos II a.C. e V d.C. as tribos germânicas e celtas estiveram em contato com os romanos,que controlavam o sul e o oeste da Europa e tentaram sem êxito estender seu domínio até o rio Elba. A fronteira se manteve nos rios Reno e Danúbio, onde erigiram os limes (linha de fortificações). Nos séculos IV e V os hunos originários da Ásia assolaram o território e os ostrogodos, visigodos, vândalos, francos, lombardos e outras tribos germânicas invadiram o Império Romano.
A cidade velha deMunique possui numerosos edifícios construídos no início do século XVIII por seus governadores bávaros. O ajuntamento (em primeiro plano) domina a famosa praça de Marienplatz. A Frauenkirche (Igreja de Nossa Senhora), (ao fundo) catedral em ladrilho do gótico tardio, encontra-se junto ao ajuntamento. O templo foi construído no século XV e sua torre mede 99 metros.
No final do século V, o chefedos francos, Clodoveu I, derrotou os romanos e estabeleceu um reino que englobava a maior parte da Gália e o sudeste da Alemanha. Seu trabalho foi continuado no século VIII por Carlos Magno, que anexou o sul da Alemanha e submeteu os saxões. O Império carolíngio não sobreviveu e depois da morte do filho de Carlos Magno foi dividido entre seus três netos (ver Tratado de Verdun de 843), cabendo aAlemanha a Luis, o Germânico.
Depois da morte do último monarca carolíngio, Oto I, o Grande, foi o primeiro rei saxão fortemente decidido a criar uma monarquia centralizada. Outorgou privilégios territoriais à Igreja, defendeu seu reino dos ataques exteriores e invadiu a Itália duas vezes. Foi coroado como imperador em 962, e é considerado o fundador de fato do Sacro Império Romano-Germânico. Os reissaxões se fizeram reconhecer como imperadores durante três gerações, até a morte de Enrique, o Santo. Durante os 100 anos seguintes (1024-1125), os reis da Germânia foram eleitos entre os francos que reinavam no ducado da Franconia. Os reis sálicos levaram o império ao seu ponto culminante.
A cidade de Nuremberg, no estado da Bavária, está situada às margens do rio Pegnitz. Na Idade Média,Nuremberg foi um centro comercial e cultural. O castelo que aparece aqui foi construído no século XI.
Conrado II, o Sálico, fortaleceu o poder real, apoiando-se nos cavaleiros que ele enobreceu. Foi sucedido pelo seu filho Henrique III, o Negro, que obrigou o duque da Boêmia a reconhecer sua autoridade. Aos seis anos de idade, Henrique IV sucedeu seu pai e durante a regência sua mãe, Inês de Poitiers,se viu obrigada a ceder a maior parte do território real. Henrique IV tentou recuperar a perda do poder imperial o que provocou a rebelião dos saxões. O resultado foi uma guerra civil de quase 20 anos. Henrique marchou sobre Roma, instalou o antipapa Clemente III e foi coroado imperador em 1084. Finalmente, traído e feito prisioneiro por seu filho (Henrique V), viu-se obrigado a abdicar....
tracking img