Cubismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9095 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Interações
Universidade São Marcos
interacoes@smarcos.br

ISSN (Versión impresa): 1413-2907
BRASIL

2000
Maria Ignez Costa Moreira
PSICOLOGIA DA ADOLESCÊNCIA. CONTRIBUIÇÕES PARA UM
ESTADO DA ARTE
Interações, julho-dezembro, año/vol. V, número 010
Universidade São Marcos
Sao Paulo, Brasil
pp. 25-51

Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal
Universidad Autónomadel Estado de México
http://redalyc.uaemex.mx

Psicologia da adolescência. Contribuições
para um estado da arte
Resumo: Os objetivos deste ensaio são os de mapear e discutir as vertentes teóricas da
psicologia que tratam da adolescência. Este ensaio justifica-se porque desde o surgimento
histórico da adolescência a psicologia tem sido um dos campos de saber que afirma a
especificidade desta etapada vida.
Palavras-chave: psicologia da adolescência; teorias sobre adolescência
Psychology of adolescence. Contributions to a state of the art
Abstract: This essay intends to place and discuss the psychological theoretical approches
which have as subject the adolescence. This essay is justified because, since the historical
emergence of adolescence, Psychology has been one of the most importantdisciplines in
this research. In fact, Psychology emphasizes adolescence as a crucial stage in human life.
Keywords: Psychology of adolescence; theories of adolescence.

MARIA IGNEZ
COSTA
COSTA MOREIRA
PUC/MG – PUC/SP

INTERAÇÕES
Vol. 5 — Nº 10 — pp. 25-51
JUL/DEZ 2000

Psicologia da adolescência. Contribuições para um estado da arte.

26

A

s teorias psicológicas têm tratado a adolescência comoum período crucial do desenvolvimento humano explorando tanto os aspectos emocionais quanto os cognitivos, bem como buscando a articulação entre ambos os aspectos.
A adolescência começa a ser descrita pela puberdade, que é considerada como o conjunto das mudanças hormonais que acarretam o
crescimento físico, o aparecimento de caracteres sexuais secundários e
o amadurecimento corporal para odesempenho das funções procriativas. Essa “revolução hormonal”, termo bastante utilizado na literatura
da psicologia do desenvolvimento, inaugura o surgimento da adolescência, marcado, assim, pelas mudanças biológicas às quais se relacionam, em parte, os conflitos psíquicos. No entanto, o final da adolescência é identificado por uma adaptação social do adolescente, tendo em
vista a definição de umaidentidade sexual e o desempenho de papéis e
funções socialmente reconhecidos, como formação profissional, inserção no mercado de trabalho, vivência de relações afetivas adultas, ainda que sinalizadas como preferencialmente heterossexuais, com fins procriativos.
O estudo da adolescência remete à discussão que a psicologia trava em torno das teses de filiação organogênica e de filiação sociogênica,
embusca de explicação para o comportamento humano. Se as primeiras advogam a preponderância dos fenômenos biológicos, as segundas
defendem as influências do meio sobre o indivíduo.

INTERAÇÕES
Vol. 5 — Nº 10 — pp. 25-51
JUL/DEZ 2000

No entanto, podemos considerar que os próprios fatos biológicos
da condição humana são ressignificados pela cultura. E a adolescência
é um bom exemplo disso. Ela seinicia com a puberdade, que coloca o
sujeito humano em condições de viver a genitalidade e de se reproduzir, fatos balizados pelas normas da cultura referidas às condições de
gênero e geração e, nas sociedades complexas, pelo pertencimento a
uma classe social. Não há, portanto, como separar o biológico do cultural. Não se trata de fundir duas teses de princípios opostos, mas de
defender uma terceira,que propõe a superação da dicotomia entre o
biológico e o social.

A adolescência é assim adjetivada quando se considera que todas as
pessoas entre 10 e 20 anos (faixa etária proposta pela OMS para a definição de adolescência) têm características comuns, por pertencerem ao
mesmo grupo de idade. Essa maneira de ver a adolescência traz a falsa
idéia de que descrever um indivíduo adolescente é...
tracking img