Cruzadas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1131 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Estadual de Educação Básica Marechal Deodoro


Daniele Evaldt Pereira



Cruzadas

Torres
2013
Daniele Evaldt PereiraCruzadas
Trabalho apresentado á disciplina de história da Escola Estadual de Educação Basica Marechal Deodoro, com objetivo da obtenção da nota Trimestral.




TORRES
2013


INTRODUÇÃO:

As Cruzadas são tradicionalmente definidascomo expedições de caráter militar organizadas pela Igreja, para combaterem os inimigos do cristianismo, o movimento estendeu-se desde os fins do século XI até meados do século XIII existiram oficialmente oito, porém existiram também as extra oficiais, como as cruzadas das crianças, e as Cruzadas dos mendigos, No total, eram 10, participaram das crusadas a Ígreja catolica e as religioesprotestantes durante a baixa idade media periodo denominado reformas religiosas.



As Cruzadas foram expedições organizadas pela nobreza sob a inspiração do Papado para libertar a Terra Santa, isto é, a Palestina, onde Jesus Cristo nascera, pregara e morrera, do domínio dos turcos, estes, originários do Turquestão, haviam se convertido ao islã, e uma de suas tribos, osSeldjúlcidas ocupara, em meados do século XI, a Mesopotâmia, a Síria, a Palestina e parte da Ásia Menor, proibindo as peregrinações de cristão.
A população da Europa Medieval possuía mentalidade profundamente religiosa, vivia apegada a superstições e profecias que prenunciavam o fim do mundo, eles acreditavam que os problemas que estavam acontecendo eram causados pela ocupação do túmulo deCristo, pelos mulçumanos. Portanto, em sua mentalidade, a solução para seus problemas era acabar com o poder islâmico sobre a região. As Cruzadas representavam vantagens para a nobreza secundogênita, uma vez que apenas os primogênitos teriam direito de herança sobre a terra e os bens da família, assim, os movimentos cruzadistas davam a esses nobres a chance de possuir terras, motivando-os a lutarcontra os infiéis.
A explosão demográfica foi outro fator para que ocorressem as expedições, a necessidade de obter terras para diminuir a pressão populacional na Europa foi decisiva o início do movimento.
Além disso, a Igreja queria diminuir a violência que era comum na Idade Média e estava presente em festas e banquetes com o intuito de divertir. Para isso, o clero decidiu redirecionar essaviolência para causas mais úteis. No caso, expulsar os mulçumanos de Jerusalém.
As Cruzadas proporcionaram também o renascimento do comércio na Europa, muitos cavaleiros, ao retornarem do Oriente, saqueavam cidades e montavam pequenas feiras nas rotas comerciais. Houve, portanto, um importante reaquecimento da economia no Ocidente, estes guerreiros inseriram também novos conhecimentos, originários doOriente, na Europa, através da influente sabedoria dos sarracenos.

A primeira cruzada, desta vez formada por senhores feudais, condes, duques, etc, partiu para a Terra Santa, com o apoio dos Bizantinos. Com todo o poderio econômico e militar unidos, foi fácil conquistar Jerusalém, em 1099. Essa conquista custou milhares de vidas de judeus e muçulmanos. Nas terras conquistadas foram criadas oReino de Jerusalém, Condado de Edessa, Condado de Trípoli e Principado de Antioquia . Mas logo essas terras ficaram precárias, em razão das constantes batalhas travadas por muçulmanos e os nativos contra os cristãos. Para tentar se manter nas regiões conquistadas, os cristãos criaram duas ordens: os Templários e os Hospitalários
Foi organizada em vista de tantas derrotas dos cristãos na...
tracking img