Critica de nietzsche ao cristianismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 75 (18607 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIFAI

JOSÉ GUILHERME DOS SANTOS CRUZ

A crítica de Nietzsche ao cristianismo:
A transmutação de todos os valores

São Paulo
2002

JOSÉ GUILHERME DOS SANTOS CRUZ

A crítica de Nietzsche ao cristianismo:
A transmutação de todos os valores

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado
ao Curso de Filosofia, para obtenção parcial do
grau de Licenciatura em Filosofia.ORIENTADOR: PROFº DR. EDÉLCIO SERAFIM OTTAVIANNI

São Paulo
2002

JOSÉ GUILHERME DOS SANTOS CRUZ

A crítica de Nietzsche ao cristianismo:
A transmutações de todos os valores

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado
ao Curso de Filosofia, para obtenção parcial do
grau de Licenciatura em Filosofia.

Aprovada em dezembro de 2002.______________________________________________________________________________________________

ORIENTADOR: Profº Dr. Edélcio Serafim Ottavianni

Aos Espíritos livres.

AGRADECIMENTOS

À Profa. Neide Boechat pela sua dedicação e colaboração no decorrer desta pesquisa, sempre
apresentando observações importantes em seus comentários.
Ao Prof. Edélcio Serafim Ottavianni pelo seu apoio como orientador nesta pesquisa.
Ao meu mentorIsrael Pacheco Neves e toda sua li nda família, cujos diálogos me despertaram do
sono dogmático.
Aos meus amigos de curso: André, Fabiano, Marcos, Marcio, Marcelo, Willemer e Wagner, que
em nossos diálogos de botequim muita luz me deram.
À Isadora, Heloísa e Julia, três jóias preciosas de minha vida.
Ao Padre Alberto Panichella pelas lutas sociais e pelas vitórias que conquistamos juntos.Aos meus pais e irmãos que me apoiaram ao longo deste curso.

RESUMO

Propomo-nos a apresentar nesta pesquisa uma exposição acerca da crític a ao cristianismo
preconizada por Nietzsche. Nietzsche faz uma profunda crítica à moral ocidental platônico judaica-cristã, pois, segundo ele, o ocidente vive uma moral castradora . No entender de Nietzsche
o cristianismo dogmático é decadente eperverte os instintos de vida, criando assim, uma
sociedade doente, ressentida e fraca, impedindo que o homem alcance seu desenvolvimento pleno
e realize ao máximo suas potencialidades. Nietzsche realiza uma análise do tipo psicológico de
Jesus e constata que a boa nova pregada por este nada tem em comum com os princípios
axiológicos do cristianismo oficial. Segundo Nietzsche ouve umainversão desta boa nova em
uma má nova. Para Nietzsche o apóstolo Paulo, o homem do ressentimento, é o grande
responsável por esta inversão. Foi este modelo de cristianismo, que para Nietzsche se enquadra
no niilismo negativo, que influencio toda cultura e ciência ocidental. Nietzsche propõe uma
transmutação de todos os valores para resolver o problema do cristianismo, e isso só pode se dáatravés da afirmação da vontade de poder, uma vez que o cristianismo como decadência é a
negação da vontade de poder.

Palavras chaves: Boa nova, má nova, vontade de poder, niilismo, má consciência,
ressentimento.

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO..........................................................................................................................05
2 VIDA EOBRA...........................................................................................................................08
2.1 Contextualização histórica........................................................................................................12
2.2 Influências recebidas................................................................................................................142.3 O problema da moralidade cristã..............................................................................................15
3. O BUDA DA JUDÉIA E O PROBLEMA DO NIILISMO PASSIVO.....................................20
3.1 Tipologia Psicológica de Jesus.................................................................................................23
3.2 A Boa Nova: a práxis do Jesus...
tracking img