Mortalidade fetal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1079 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
A mortalidade infantil, por definição internacional, é o conjunto dos óbitos de crianças menores de um ano de idade. A magnitude dessa mortalidade é medida pelo chamado coeficiente ou taxa de mortalidade infantil, que é a relação entre os óbitos menores de um ano e os nascidos vivos, relativos a uma área (subdistrito,distrito,município,estado ou pais ), num determinado tempo,habitualmente o ano calendário (LAURENTI, 1975).
No Brasil, observou-se um decréscimo de 71% na taxa de mortalidade infantil entre os anos de 1930 e 1990, embora tenham sido observados períodos de estabilidade e até mesmo de elevação desses coeficientes (SIMÕES & MONTEIRO, 1995). As taxas de mortalidade infantil passaram de 158,3/1.000 nascidos vivos no período 1930/1940 para 45,3/1.000nascidos vivos em 1990, já em 2001 foi de 27,5/1.000 nascidos vivos (SIMÕES, 1997). De acordo com o censo 2011 a taxa de mortalidade do Brasil está em níveis semelhantes aos encontrados nos países desenvolvidos no final da década de 60, no ultimo censo realizado a taxa de mortalidade foi de 21,17/1000 nascimentos, atrás de alguns países da America Latina como Cuba, Costa Rica e El Salvador(REFERENCIA). Já em relação às regiões, as maiores reduções da mortalidade infantil ocorreram nas Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste (SIMÕES & MONTEIRO, 1995).
A mortalidade infantil é um indicador que está diretamente relacionado às condições de vida de um país, sofrendo forte influência das condições sociais e econômicas de uma população (REFERENCIA). Para Freita (2012) as causas dessa mortalidadesão: a primeira é o rendimento familiar que afeta diretamente a quantidade e a qualidade da alimentação. E a segunda são as condições médico-sanitárias, como falta de pavimentação, esgoto, água tratada e condições da moradia. Os índices sofrem variações de acordo com a renda, mesmo em áreas pobres onde os índices são altos, as camadas sociais de melhor poder aquisitivo possuem taxas inferiores, e acamada de baixa renda sempre apresenta índices maiores que a média nacional. No Brasil, segundo Mello Jorge (2001) vários estudos apontam a redução da mortalidade infantil desde as primeiras décadas do século XX, principalmente por causa da melhoria do saneamento básico, da assistência pré-natal e do aumento do aleitamento materno.
Nos anos 1980, as principais causas estavam relacionadasàs doenças infectocontagiosas, que sofreram um declínio nas décadas seguintes, crescendo em importância as causas perinatais, que são decorrentes da gravidez, do parto e do nascimento, respondendo por mais de 50% das causas de óbitos no primeiro ano de vida (REFERENCIA).
A mortalidade infantil é dividida em dois períodos: o neonatal, que estima o risco de óbito nos primeiros 27 dias de vida eo pós neonatal, que estima o risco de óbito entre 28 dias de vida até o final do primeiro ano de vida. Enquanto a mortalidade neonatal está intrinsecamente relacionada às condições de gestação, do parto e da própria integridade física da criança, a mortalidade pós-neonatal está mais associada às condições socioeconômicas e do meio ambiente, com predomínio das causas infecciosas (REFERENCIA).A mortalidade neonatal tem se configurado como crescente preocupação para a saúde pública no Brasil desde os anos 90, quando passou a ser o principal componente da mortalidade infantil, em decorrência da redução mais acentuada da mortalidade pós neonatal. A taxa de mortalidade neonatal vem se mantendo estabilizada em níveis elevados, com pouca modificação do componente neonatal precoce,ocupando papel importante na taxa de mortalidade infantil no país. (MENEZES, 1997).
A morte fetal tardia, a despeito de todo o avanço tecnológico existente atualmente na área médica, não é uma entidade rara. Ocorre em porcentagem que varia de 0,6 a 1,2% das gestantes na segunda metade da gestação Kubli F. Muerte. (REFERENCIA).
A Organização Mundial de Saúde (OMS) define morte fetal...
tracking img