Crise e desemprego

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2581 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O emprego e o desemprego em Portugal no período 2005-2009
AO FIM DE 4 ANOS DE GOVERNO DE SÓCRATES, O DESEMPREGO ATINGE 574,2 MIL PORTUGUESES E APENAS 262,3 MIL RECEBEM SUBSIDIO DE DESEMPREGO


O Instituto Nacional de Estatística (INE) acabou de publicar as Estatísticas do Emprego referentes ao 4º Trimestre de 2008. É altura de fazer uma análise objectiva da evolução do emprego e dodesemprego em Portugal durante o período de 2005-2008, ou seja, durante o governo de Sócrates, até porque uma das suas promessas eleitorais era precisamente baixar o desemprego através da criação liquida de 150.000 postos de trabalho.
NO 4º TRIMESTRE DE 2008, O DESEMPREGO EFECTIVO ATINGIU 574,2 MIL PORTUGUESES, A TAXA OFICIAL DE DESEMPREGO FOI 7,8% MAS A TAXA EFECTIVA ALCANÇOU 10,2%
Nos dois últimostrimestre de 2008, o desemprego tem crescido de uma forma continua sendo já superior ao que se verificava no inicio de 2005, quando o governo de Sócrates entrou em funções, como revela o quadro seguinte construído com dados publicados pelo INE.


QUADRO I –Evolução do desemprego em Portugal no período 2005-2008

|DATA |População |Desemprego |Taxa de |Inactivos|Subemprego |Desemprego |Taxa desemprego |
| |Activa Mil |Oficial Mil |desemprego |Disponíveis Mil|Visivel Mil |Efectivo |Efectivo |
| |(1) |(2) |Oficial |(4) |(5) |Mil |(7)=(6): (1) |
| | | |(3)=(2):(1) || |(6)=(2)+(4)+(5) | |
|1ºT-2005 |5.507,0 |412,6 |7,5% |74,9 |61,4 |548,9 |10,0% |
|2ºT2005 |5.531,3 |399,3 |7,2% |75,9 |64,4 |539,6 |9,8% |
|3ºT-2005 |5.559,9 |429,9 |7,7%|78,6 |58,1 |566,6 |10,2% |
|4ºT-2005 |5.581,1 |447,3 |8,0% |72,5 |59,6 |579,4 |10,4% |
|1ºT-2006 |5.556,6 |429,7 |7,7% |79,9 |65,1 |574,7 |10,3% |
|2ºT-2006 |5.586,4 |405,6 |7,3%|83,8 |62,8 |552,2 |9,9% |
|3ºT-2006 |5.604,7 |417,4 |7,4% |90,2 |64,3 |571,9 |10,2% |
|4ºT-2006 |5.601,4 |458,6 |8,2% |86,9 |68,5 |614,0 |11,0% |
|1ºT-2007 |5.605,6 |469,9|8,4% |75,3 |66,1 |611,3 |10,9% |
|2ºT-2007 |5.595,2 |440,5 |7,9% |80,3 |68,1 |588,9 |10,5% |
|3ºT-2007 |5.644,7 |444,4 |7,9% |77,4 |63,7 |585,5 |10,4% |
|4ºT-2007 |5.627,7 |439,5|7,8% |66,4 |68,5 |574,4 |10,2% |
|1ºT-2008 |5.618,0 |427,0 |7,6% |70,4 |75,5 |572,9 |10,2% |
|2ºT-2008 |5.638,0 |409,9 |7,3% |64,7 |72,1 |546,7 |9,7% |
|3ºT-2008 |5.629,5|433,7 |7,7% |71,9 |63,5 |569,1 |10,1% |
|4ºT-2008 |5.613,9 |437,6 |7,8% |70,5 |66,1 |574,2 |10,2% |
|FONTE : Estatísticas do Emprego - 2005 - 2008 - INE |


A partir do 2º...
tracking img