Crise de 29 e igm

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1467 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Nas primeiras décadas do século XX, os EUA passavam por uma fase de grande crescimento econômico já que quase toda a indenização paga pela Alemanha aos aliados (França e Inglaterra) foi transferida para eles como pagamento de juros dos empréstimos e das dívidas das compras feitas durante a guerra, essa foi uma época de prosperidade material onde diferentemente dos outros países os Estados Unidossaíram do conflito em condições de se transformarem em centro da economia capitalista internacional. Com um enorme peso na sua produção industrial e agrícola o mesmo atendia não somente às necessidades do mercado interno, mas também às economias europeias em fase de recuperação. Mediante a tanta prosperidade, vê-se que as pessoas de todo o mundo buscavam viver o tal “american way of life”.
Omomento de expansão e euforia acabou se refletindo no comportamento do mercado de ações daquele país. Cidadãos das mais variadas classes sociais e empresas que sonhavam em ascender economicamente começaram a buscar lucros a curto prazo através de investimentos em ações esperando que a economia sustentasse patamares de crescimento constantes, vemos que a população norte-americana parecia realmenteviver um sonho, a ilusão de que seu país não mais reconhecia limites.
Acreditando piamente nos princípios do liberalismo clássico, os governantes norte-americanos não enxergavam a necessidade de interferir nessa incessante onda especulativa.
Com o avanço do país o capitalista, dono da indústria, procurou aplicar seu lucro em novas máquinas dispensando a mão de obra, portanto a massa assalariada e opoder de compra diminuíram proporcionalmente afetando diretamente a lucratividade do capital , com o passar do tempo a capacidade de consumo dos norte-americanos passou a ser superada pela enorme quantidade de mercadorias produzidas pelas indústrias, houve o início da recuperação do setor produtivo dos países europeus e também as altas taxas protecionistas adotadas fizeram com que os outrospaíses para os quais os EUA exportavam seus produtos tivessem uma reação igual, iniciava-se então uma crise de superprodução.
Em outubro de 1929 as ações começaram a baixar de preço, uma avalanche de ofertas e a ausência de compradores sentenciaram a quebra da Bolsa de Nova York, a mais importante do mundo. Do dia para a noite, investidores milionários perderam tudo o que tinham em ações sem o menorpoder de compra. A situação caótica levou muitos deles a subir no alto dos prédios e dar fim às suas próprias vidas. Milhares de trabalhadores perderam os seus empregos e nações que dependiam do investimento norte-americano viram a sua própria ruína. Na projeção de um incrível efeito dominó, diversas economias do mundo se viram gravemente prejudicadas. Na Quinta-Feira Negra, 24 de outubro de 1929 omundo conheceu a histórica crise de 29 também conhecida como “A Grande Depressão”, somente a URSS não sentiu seus efeitos que foram devastadores como por exemplo: falências de bancos e de empresas industriais, queda do preço dos produtos agrícolas, colapso do comércio internacional.
Visando uma solução para o problema, o eleitorado norte-americano promoveu a vitória do democrata Franklin DelanoRoosevelt para a presidência. Sob a sua tutela, a economia norte-americana revisou os princípios liberais e empreendeu a intervenção do Estado na economia com a criação do New Deal. Baseado nas idéias do economista inglês John Keynes, o New Deal propôs a adoção de medidas que aumentassem o consumo da população combatendo o desemprego e submetendo a economia a controles estatais, assim após acriação de um seguro-desemprego, controle governamental dos preços de diversos produtos industriais e agrícolas, mais emissão de papel-moeda para dinamizar a economia, concessão de empréstimos aos proprietários agrícolas, a proibição da exportação do ouro, realização de um grande programa de obras públicas, assistência aos trabalhadores estabelecendo salários mínimos para incentivar o consumo,...
tracking img