Crak

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1219 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho interdisciplinar apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média semestral nas disciplinas de Psicologia geral, Antropologia, formação social, Política e econômica do Brasil, FHTM do Serviço Social I.

Orientadores: Lisnéia Rampazzo, Giane Albiazzetti, Gleiton Lima e Rosane Malvezzi.





Trabalho interdisciplinar apresentado àUniversidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média semestral nas disciplinas de Psicologia geral, Antropologia, formação social, Política e econômica do Brasil, FHTM do Serviço Social I.

Orientadores: Lisnéia Rampazzo, Giane Albiazzetti, Gleiton Lima e Rosane Malvezzi.




















SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO 3
O uso do crack nasociedade.
O consumo do crack entre a população. 4
OS efeitos que o crack causa. 4
O uso ilícito do crack e a falta de informação. 4
O plano de combate ao crack. 4
O assistente social e os usuários de crack


1 INTRODUÇÃO

O uso do Crack vem se alastrando rapidamente devido ao baixo custo e a facilidade de acesso à droga. A sociedade teme que a novageração se corrompa mediante a “drogatização” do país.

É lamentável o caminho seguido por esses dependentes que, muitas vezes, não são compreendidos como verdadeiros doentes que são, mas os julgam por atitudes criminosas, sem avaliar a estrutura familiar e psicológica do usuário.

O vício do crack tem avançado em nossa sociedade de formaabsurda e atinge principalmente as famílias pauperizadas.

O Assistente Social tem como objetivo ajudar os usuários de crack orientando e procurando realizar um trabalho de convencimento. Mas é o Estado que tem de oferecer a estrutura necessária para que esse trabalho tenha êxito.

Com a reforma de Pereira Passos, no século passado,querendo passar uma imagem de um Rio de Janeiro moderno, foi realizada uma mudança na estrutura da cidade. Isso gerou uma expansão da população para os subúrbios, formando assim as favelas que marcariam a configuração da cidade ate os dias de hoje.

O precoce envolvimento de todas as faixas etárias com o consumo de drogas nos faz pensar em uma questão que preocupa a muitospais: O papel da família na prevenção e luta contra o uso de drogas é um importante fator que evita que muitos jovens integrem a criminalidade.

O CRACK NA SOCIEDADE
O medo é justificável já que o comércio da droga e o seu consumo é cada vez mais evidente, atingindo tanto a população urbana quanto a rural independente de gênero, faixa etária e classe social.O crack é uma mistura de cocaína, em forma de pasta não refinada, com bicarbonato de sódio. Os primeiros efeitos do crack são uma plena satisfação que desaparece subitamente, seguida por uma profunda depressão, pela rapidez do efeito no organismo, provocando hiperatividade, insônia, falta de apetite, perda de peso e desnutrição. Ousuário volta a consumir novas doses para sentir novamente a falsa satisfação que o crack proporciona tentando assim sair do estado depressivo.

. O uso ilícito de drogas, dando ênfase ao crack, nos últimos anos tem ultrapassado todas as classes sociais, econômicas, políticas e nacionais. Com a falta de informações sobre os perigos a curto e a longo prazo do cosumo abusivo das drogasilícitas, os usuários correm um sério risco de saúde apresentando problemas respiratórios, como congestão nasal, tosse e sérios danos aos pulmões provocando ainda derrame cerebral e ataques cardíacos, entre outros efeitos.

Em entrevista ao BOM DIA RIO, o ministro da saúde Alexandre Padilha falou sobre o plano de combate ao crack; onde o Rio de Janeiro foi a primeira...
tracking img