Crack

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2532 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EIXO TEMÁTICO: O USO DO CRACK : UM PROBLEMA SOCIAL RESTRITO ÁS METRÓPOLES?








Trabalho de O Uso Do Crack apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média bimestral na disciplina de Serviço Social.

Orientador: Prof. Lisnéia Rampazzo,Giane Albiazzetti,Gleiton Lima e Rosane MalvezziTeresópolis - RJ
2012
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO.......................................4

DESENVOLVIMENTO......................................7

CONCLUSÃO.........................................................9

REFERÊNCIAS..........................................................11
INTRODUÇÃO
O crack é feito a partir da mistura de bicarbonato de sódio e cocaína,pode ser produzido tanto da pasta básica da coca, quanto do pó já refinado. Em sua fórmula há elementos corrosivos como solução de bateria e solvente e também pó de vidro e medicamentos. É uma droga estimulante do sistema nervoso central e seus efeitos são de intensa euforia, exaltação da energia e libido, sensação de onipotência. Há diferentes vias de administração da cocaína e os efeitos e riscosde complicações podem variar, o crack é mais potente do que as outras formas de uso. O consumo é realizado através de cachimbos onde o usuário inala a fumaça resultante da queima da pedra.
“ Estudos de neuroimagem sugerem que o efeito psicológico da cocaína está associado à velocidade com que a droga afeta o organismo e não a quantidade de droga consumida.” Lambert e Kinsley (2006)
Aabsorção do crack no organismo é instantânea, alcança o pulmão e cai imediatamente na circulação sanguínea cerebral, esse processo leva em torno de 8 a 12 segundos e o efeito da droga perdura de 5 a 10 minutos.
Em pouco tempo de uso o individuo passa a sentir a fissura, vontade incontrolável de sentir os efeitos da droga, que no caso do crack é uma compulsão avassaladora, fazendo com que o usuáriochegue a fumar de vinte a trinta pedras por dia.
Além da euforia e do prazer, esta potente droga causa também insônia, perda da sensação de cansaço e falta de apetite, em menos de um mês a pessoa pode perder de oito a dez quilos e em um tempo menor de uso perde as noções básicas de higiene, ficando em um estado deplorável.
Em longo prazo pode acarretar problemas cardíacos, pulmonares, convulsões,distúrbios neurológicos como isquemias e desordens motoras e até transtornos psiquiátricos induzidos pela substancia, como transtorno psicótico, alucinações e delírios.

O crack é uma das drogas mais mortais que surgiram nas últimas décadas. Nos anos 80 nos EUA a onda do crack devastou boa parte da juventude antes de ser contida por forte repressão e programas de prevenção. Não é verdade quedoses da droga sejam vendidas por centavos de real. Em algumas favelas do Rio, como a do Jacarezinho, há a venda de pedras da droga por R$1, porém na maioria quase total das outras favelas as doses são vendidas a preços que variam entre R$ 5 e R$50. Não é verdade também que o crack mata em um ano de uso.
Ele leva à morte por falência dos órgãos com cerca de quatro anos de uso, porém antes dissopode advir uma overdose ou o usuário ser levado ao suicídio, ou ainda ser morto em disputas ligadas a dividas ou ao consumo da droga. A demência chega com cerca de três anos de uso.
Superar o vício não é fácil e requer, além de ajuda profissional, muita força de vontade por parte da pessoa, e apoio da família. Há pacientes que ficam internados por muitos meses, mas conseguem se livrar dessasituação.
O problema da suposta cura das drogas, não passa apenas pela dificuldade de superação do polo químico, mas poucos perceberam que a droga é um catalisador ao extremo do apego e medo da mudança, sendo o atestado máximo da descrença em algo diferente, um alinhamento da neurose obsessiva compulsiva com uma rotina de caos.

Desenvolvimento

Sobre a realidade do Serviço Social no cotidiano...
tracking img