Corrente alternada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1326 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Indice1 – Parte Teórica Indice2 – Parte Experimental

1. Tensão Senoidal
Representação gráfica de uma tensão senoidal
Características: Valor de pico a pico , período ,
freqüência , valor eficaz, Diagrama Fasorial

Circuitos Resistivos em CA

3. O Transformador
4. Capacitor
4.1. Introdução
4.2. Carga do Capacitor
4.3. Descarga do Capacitor
4.4 -Capacitor em Corrente Alternada
4.4.1- Reatância capacitiva
4.4.2 - Circuito RC Série
4.4.3 - Circuito RC Paralelo

5. Indutor
5.1 - Introdução
5.2 - Indutor Em CC
5.3 - Circuito em CA com Indutor ideal
5.4 - Indutância Reativa
5.5 - Circuito RL Série
5.6 - Circuito RL Paralelo
5.7 - Circuito RLC Serie - Ressonância
5.7.1 -Largura de Faixa
5.8 - Circuito RLC Paralelo
5.9 - Filtros Passivos
5.9.1 - Filtro Passa Altas
5.9.2 - Filtro Passa Baixas
5.9.3 - Aplicações de Filtros
5.9.3.1 - Diferenciador
5.9.3.2 - Integrador
5.9.3.3 - Filtro como separador de freqüência




Analise de Circuitos em Corrente Alternada


Prefacio1. Tensão senoidal

É uma tensão que segue uma lei senoidal, a expressão matemática é :
v(t)= VM.sen(wt + (o )

Onde VM ( em V ) é o valor de pico e w ( em rd/s ) é a freqüência angular e (0 ( rd/s) é o angulo de fase inicial . A Fig01a mostra a sua representação gráfica em função do tempo e a Fig01b o gráfico em função do angulo.







Representaçãográfica de uma tensão senoidal







VM
VPP

T
























VP VPP
















Na Fig01, VPP ( em V ) é chamado de tensão de pico a pico , T ( em s ) é o período ( tempo que o fenômeno leva para se repetir ).


Pelos gráficos da Fig01 tiramos as seguintes conclusões: como (=w.t( se (=2[pic] t = T logo

2[pic] = w.T ou w = 2[pic]/T

Ao numero de ciclos completados por segundos chamamos de freqüência ( f ) sendo que a freqüência então pode ser calculada por : f =1/T ( Hz ) logo podemos também escrever que w = 2[pic].f

Para uma tensão senoidal definimos o seu valor eficaz ( VRMS ou VEF ) como sendo igual ao valor de uma tensãocontínua que produzirá a mesma dissipação de potência que a tensão alternada em questão. No caso de uma tensão senoidal o seu valor eficaz é calculado por: [pic]



Para a tensão representada na Fig01 os seus parâmetros serão : VM = 10V VPP =20V VRMS =7,07V

T = 0,01s = 10ms f = 1/0,01 = 100 ciclos/s = 100Hz
w = 2[pic].100 = 200.[pic]rd/s (0 =0




Exercício1:Representar as seguintes tensões senoidais :
v1(t) = 15.sen(2.[pic].103.t ) ( V )
v2(t) = 20.sen(2.[pic].103.t + [pic]/2 ) ( V ).

Solução:








V2 V1







Idem para as tensões : v1( t ) = 5.sen ( [pic].104.t + [pic]/2 ) ( V )
v2 ( t ) =5.sen([pic].104.t - [pic]/2 ) ( V )Solução:





V1 V2











Obs: - [pic]/2 = 3[pic]/2 ( -90º = 270º)
Observe que as duas tensões estão defasadas entre si de 180º.


Mais um exemplo : V1(t) = 155.sen(120.[pic].t - [pic]/4 ) ( V ) V2(t) =155.sen (120[pic].t)(V)
Solução:V2
V1

















Diagrama Fasorial

É uma outra forma de caracterizar uma tensão senoidal. A Fig02 mostra como é construído o diagrama fasorial.












( a ) ( b )





O diagrama da Fig02a representa a tensão da Fig02b que no caso , no instante t=0 vale zero e portanto a expressão da tensão em...
tracking img