Cooperativas de consumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3071 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA
UNOESC CAMPUS DE XANXERÊ





ANGEL VERARDI
DEBORA ALLINE DE MELLO
JESSIKA CRISTINA BORTOLANZA
LUCIANA PORT
RODRIGO VINTANCOURT LOPES
RODRIGO ROSA DA SILVA




COOPERATIVAS
DE CONSUMO












Xanxerê
Julho de 2012


ANGEL
DEBORA ALLINE DE MELLO
JESSIKA CRISTINA BORTOLANZA
LUCIANA PORT
RODRIGO VITTANCOURT LOPESRODRIGO ROSA DA SILVA






COOPERATIVAS
DE CONSUMO

Trabalho acadêmico apresentado na disciplina de Contabilidade de Cooperativas do 7º período do curso de Ciências Contábeis, da Universidade do Oeste de Santa Catarina – Unoesc, sob orientação da Professora Mara Jaqueline Santore Utzig.








Xanxerê
Julho de 2012
SUMÁRIO


1. INTRODUÇÃO 4.
2. COOPERATIVAS DE CONSUMO5.
2.1 CONCEITO 5
2.2 HISTÓRICO 5
2.3 REPRESENTAÇÃO DO SISTEMA COOPERATIVISTA 7
2.4 PLANO DE AÇÃO 8
2.5 CONSTITUIÇÃO E PARTICULARIDADES DO ESTATUTO 9
2.6 CARACTERÍSTICA ESPECÍFICA DO RAMO E REGIONAIS 12
3. COOPERATIVA DE PRODUÇÃO E CONSUMO CONCÓRDIA - COOPÉRDIA 13
4. CONSIDERAÇÕES FINAIS 15
5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 16


















1. INTRODUÇÃO

Ocooperativismo evoluiu e conquistou um espaço próprio, definido por uma nova forma de pensar o homem, o trabalho e o desenvolvimento social. Por unir as pessoas através da ajuda mútua, assumindo uma forma igualitária e social, o cooperativismo é aceito por todos os governos e reconhecido como fórmula democrática para a solução de problemas sócio-econômicos.
Nesta filosofia, o cooperativismo de consumo“tem por atividade principal as operações de compra de produtos de primeira necessidade para vendê-los aos cooperados, no atacado ou no varejo. Objetivam, como as demais, eliminar o intermediário e os especuladores, sempre visando as vantagens econômicas aos associados. Hoje, como é o caso da cooperativa alvo de estudo deste trabalho, existem muitas cooperativas de consumo de empregados de gruposempresariais.





















2. COOPERATIVAS DE CONSUMO

2.1. CONCEITO

Composto pelas cooperativas dedicadas à compra em comum de artigos de consumo para seus cooperantes, buscando diminuir o custo desses produtos. Na prática, muitas funcionam como supermercados, proporcionando conveniência e oferecendo diversidade de produtos aos seus cooperados.
Sua finalidade éviabilizar e desenvolver atividades de consumo. E o objetivo social de uma cooperativa de consumo é a defesa econômico-social dos seus associados, por meio de ajuda mútua e, para o cumprimento das suas finalidades, opera, basicamente, na aquisição de gêneros alimentícios, artigos de limpeza e uso pessoal, fornecendo-os aos seus associados, podendo diversificar o atendimento, por exemplo, montandoum posto de combustíveis ou uma rede. Quanto maior o capital formado pelas quotas-parte, maior será a diversificação dos itens que atenderão o cooperado.
O que diferencia a cooperativa de consumo de um supermercado ou similar, é a importância do associado que, ao subscrever quotas de participação quando da sua admissão, assume o papel de dono dessa sociedade. Portanto, na cooperativa de consumo,deixa de exercer apenas o papel de mero comprador, passando a colaborar com o seu resultado final.


2.2. HISTÓRICO

A primeira cooperativa do mundo era desse ramo e surgiu em Rochdale, na Inglaterra, no ano de 1844. Também no Brasil esse é o ramo mais antigo, cujo primeiro registro é de 1889, em Minas Gerais, com o nome de Sociedade Cooperativa Econômica dos Funcionários Públicos de OuroPreto. Durante muitas décadas, esse ramo ficou muito limitado a funcionários de empresas, operando a prazo, com desconto na folha de pagamento. No período altamente inflacionário, essas cooperativas perderam mercado para as grandes redes de supermercados e atualmente estão se rearticulando como cooperativas abertas a qualquer consumidor. À medida que oferecer produtos mais confiáveis ao...
tracking img