Contabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (388 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O economista Vítor Bento afirmou hoje que Portugal chegou à linha final em termos de financiamento e por isso, o Orçamento do Estado é “ o orçamento necessário”.

Portugal não pode continuar agastar mais do que produz e salienta mesmo que “chegámos ao fim da linha do ponto de vista de financiamento”, considerando que os sacrifícios que estão a pedir aos portugueses são inevitáveis.

VítorBento, conselheiro de Estado do Presidente da República,  discorda assim das declarações de Cavaco Silva que afirmou esta quarta-feira, na abertura do congresso dos economistas, que "há limites para ossacrifícios" e que o Orçamento do Estado para 2012 tem "falta de equidade fiscal".

Assim, o também presidente da SIBS considera que o OE 2012 é “o orçamento necessário, tendo em conta as restriçõesque temos de enfrentar”, acrescentando ainda que “pela primeira vez em 50 anos, temos o rendimento disponível abaixo do PIB, ou seja, não só não temos almofada, como ela é negativa, devido aos jurosque temos a pagar”, refere.

Vítor Bento falou assim à margem do 4º Congresso Nacional dos Economistas, com a participação de Félix Ribeiro, João Salgueiro e Miguel Beleza.http://www.ionline.pt/orcamento-estado-2012/oe-2012-orcamento-necessario-diz-vitor-bento

Comentário:

O economista Vítor Bento conselheiro de Estado e presidente da SIBS, entende que o orçamento de Estado de 2012 é onecessário mas não considera as injustiças fiscais que ele comporta.

Os regimes de excepção em diversas entidades e empresas públicas são uma delas. Empresas como CGD ou a TAP e as entidadespúblicas como o banco de Portugal ou a Câmara Municipal de Barcelos requereram excepções ao corte dos subsídios de férias e natal. Os cortes nos salários dos funcionários públicos e o aumento dos impostos emespecial o IVA, sacrificam muito a classe média agravando as condições sociais conduzindo ao aumento de desemprego ao reduzir o consumo levando a falência milhares de empresas.

Por outro lado,...
tracking img