Conceitos de televisao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1073 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Conceitos de Televisão
Televisão é um sistema que não se compõem apenas de metal ou transmissores, as pessoas fazem parte delas.
Primeiro ponto observável da televisão: Ela é capaz de hipnotizar
A técnica radiofônica propiciou o contato entre regiões distantes e culturas diversas.
A televisão não veio atender uma técnica específica, ela é resultado da crescente autonomia dos benseletrônicos. Junto com elas veio outras inovações como gravadores, computadores, videocassetes, etc.
A partir da metade do século XIX, a escolarização, o desenvolvimento industrial e processo de urbanização fizeram com que a imprensa polarizasse as demandas de informação.
O que pode parecer um fenômeno natural, uma necessidade espontânea, deve ser visto com um caso particular das alienações originais,que a evolução da ordem produtiva impõe aos sujeitos.
A escrita antigamente já assegurava o registro e a transmissão de informações. A imprensa vem assegurar a transmissão de informações sobre a vida cotidiana, e também centraliza o poder e o disciplinamento do cidadão.
O leitor de jornal, o público de massa, são categorias produzidas pelo medium, pela mediação entre falante e ouvinte,informante e informado.
O conceito de televisão não pode se limitar as suas particularidades tecnológicas, ou estéticas.
Os jornais, rádio, revistas, e outros meios de informação integram um sistema de metacensura.
O sistema de televisão encontra pleno apoio na teoria econômica, os meios de informação como ‘’cadeias de atividades’’
Marshall McLuhan: As novas tecnologias vem alterando os modos deagir do homem contemporâneo. A televisão é um medium independente, cujo poder por sua natureza eletromagnética. A forca do medium está não no que ele diz, nem em seus impulsos elétricos, mas nos intervalos entre esses impulsos vazios da rede.
Televisão é a forma de relações sociais a que ela induz a partir de seu sistema cidade operacional.
O aparelho informativo se articula ideologicamente com aclasse que controla o Estado e se investe se sua estrutura assume a forma geral do poder de Estado. Essa forma de poder é invisível em seu funcionamento interno, os valores já se acham centralizados.
Nessa forma se acham a forma do poder capitalista. Esse poder reforça a divisão social ao nível das relações políticas e propriamente ideológicas.
Escrita Imprensa  televisão
Argumentação erística: possibilidade de deixar sem resposta imediata o adversário numa discussão. Anula a troca de comunicação, já que o propósito do falante é falar sozinho.
Troca por Marcel Mauss: Estrutura essencial em toda organização social. Comunicação é estabelecida pela troca: Obrigação de retribuir. Televisão facha as possibilidades de troca.
Confundindoinformação com comunicação: É no diálogo que a comunicação se revela plenamente como troca, dando margem ao conhecimento recíproco dos sujeitos.
Relação informativa é o ato de falar em instituições empresariais, o poder de fala sobre quem ouve.
Jean Baudrillard: Os veículos de massa é sua não comunicação, entendendo-se comunicação como troca,isto é, como reciprocidade de discursos.
Os media, a relação informática tem monopólio do discurso, eliminam a possibilidade de resposta e erigem um poder absoluto.
Imprensa tem um papel importante de mediadora das tensões político-sociais. Jornais não funcionam como puros e simples reprodutores das relações impostas pelo regime dominante.O leitor do jornal depende de uma relação de troca entre o dono do jornal e as empresas anunciantes (do ponto de vista econômico).
Na televisão é diferente, por exemplo, em um discurso de candidatos políticos o que conta não é o discurso deles mas sim o desempenho deles, o público coloca na balança o charme, a segurança dramática dos candidatos, ao invés de suas plataformas...
tracking img