comenius

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1949 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de julho de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto






João Amos Comenius


Nascido em 1592, João Amos Comenius foi um grande nome da pedagogia de seu tempo, pertencente a união dos irmãos morávios, comunidade protestante, órfão de pai e mãe aos 12 anos entra no ginásio de Prerov na idade de 16 anos. Graças àinteligência muito viva e ao ardente amor ao trabalho, depressa recupera o atraso. Aos 19 é admitido na academia de Herborn e aos 20 anos, apresenta suas teses de doutorado. E assim começa a escrever suas valorosas obras que até hoje são apreciadas e prestigiadas nas universidades.
A princípio Comenius teve a ideia de lançar as bases de uma reforma pedagógica, esse fato foiinspirado pelo descobrimento da tradução alemã da didática de Élie Bodin, que ele acabava de fazer, em 1627. Antes disso João Amos é chamado em 1618 ao pastorado de Fulnek e encarregado da reitoria da escola dos irmãos, dois anos mais tarde os soldados de Ferdinando II invadem a cidade, que é tomada, saqueada e queimada, Assim sendo forçando a sua saída, durante trinta anos leva vida errante, ao longoda qual viaja muito a fim de encontrar socorro para seus irmãos exilados, emprega suas folgas em escrever obras pedagógicas, filosóficas e teológicas.
A didática magna é o primeiro ensaio importante de sistematização da pedagogia, a partir de um princípio fundamental que outro não é senão a fé ardente e candidamente otimista de Comenius na perfectibilidade do gênero humano eno grande poder da educação sobre o homem e sobre a sociedade. Proclama Comenius, que haja uma escola maternal por toda parte, escolas elementares em cada comuna, povoado ou aldeia, um ginásio em cada grande região, João amos defende que a criança, se puder, percorrerá sucessivamente os quatro graus da organização escolar. Ressaltando que o papel da escola maternal é apresentar noções elementaresde todas as ciências, já a escola elementar tratando-se de dar, a todas as crianças, instrução geral apta a formar todas as faculdades do homem, Comenius pensa que cumpre conduzi-las todas juntas até onde se puder, a fim de que se encorajem, se estimulem, se tornem mutuamente mais finas e se formem em todas as virtudes.



João Amos Comenius

Comenius expos em suasobras, que crianças de 13 ou 14 anos, não se manifestam, ainda, claramente nem as “forças da inteligência”, nem as “inclinações da alma”, “umas e outras”, a junta, “se revelam muito mais tarde”. Por outro lado, “os filhos dos ricos, dos nobres ou dos que exercem magistratura, não são os únicos nascidos a fim de ocupar semelhantes situações e a fim de que somente para eles se abram as portas da escolalatina recusados os outros como gente de quem nada se espera. “O espírito sopra onde quer, e quando quer” diz Comenius.
João Amos Comenius, defendeu que as mulheres também deveriam estudar se assim fosse sua vontade, pensamento esse que causou muita polêmica e escândalo. As mulheres são dotadas de inteligência ágil e fina, que as torna aptas a compreender as ciências comoos homens e, muita vez, até melhor que os homens. O fato de que haja inteligências naturalmente fracas e limitadas não é, para Comenius obstáculo à instrução geral, quanto mais uma criança é intelectualmente fraca e estúpida, tanto mais precisa de socorro para libertar-se da estupidez e curar-se da fraqueza.
A escola elementar de Comenius tem como objetivo cultivar, nascrianças, a inteligência, a imaginação e a memória, em relação com órgãos tais como a mão e a língua, Convém ensinar a ler e escrever corretamente. João Amos insiste em que, nos programas, seja reservado lugar importante ao ensino dos princípios das artes mecânicas e aos trabalhos manuais, a fim de facilitar aos alunos a escolha do oficio. O ensino conserva a forma concêntrica e versa a gramatica...