Cloro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4147 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

← IDENTIFICAÇÃO DOS PERIGOS DO CLORO :
← Pode causar pneumonia química e mesmo morte em altas concentrações.
← Causa severa irritação das vias respiratórias.
← O líquido pode queimar a pele e os olhos.
← Pode reagir explosivamente quando combinado com produtos orgânicos.
← Líquido e gás perigoso sob pressão.
← Causar danos ao meio ambiente.

2.OBJETIVOS

1. OBJETIVO GERAL

Este trabalho tem como objetivo geral avaliar os tipos de riscos causados pelo armazenamento inadequado do Cloro na Central de Armazenamento do Ribeirão do Lipa , Cuiabá - MT.

2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

a) Avaliar os possíveis riscos causados pelo armazenamento inadequado do cloro.
b) Verificar o cumprimento da NBR 12216 quanto aos padrões dearmazenamento do Cloro e recomendações de segurança.
c) Propor melhorias, caso necessário.

3. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

3.1 Ocorrência do cloro

Seguno o Chlorine Institute, o cloro é um elemento bastante abundante na crosta terrestre, estimando-se a sua parcela em massa em 0,045 %. Devido à sua elevada afinidade de combinação com outros elementos e compostos químicos, o cloro nunca ocorre noestado livre, exceto numa parte ínfima de gases oriundos de erupções vulcânicas.

Dentre os minerais que contém cloro, o mais comum é o cloreto de sódio (NaCl) que pode ser encontrado disperso na crosta terrestre ou dissolvido na hidrosfera. O cloreto de sódio é, sem dúvida, o composto do elemento cloro mais abundante, estimando-se a sua concentração na água do mar em cerca de 2,6 %.3.2- Breve relato histórico.

O cloro foi descoberto em 1774 pelo sueco Carl Wilhelm Scheele, acreditando que se tratava de um composto contendo oxigênio, obteve-o a partir da seguinte reação:

MnO2 + 4 HCl → MnCl2 + Cl2 + 2 H2O

Os processos anteriores às técnicas atuais de eletrólise baseavam-se nesta reação, ou na reação direta de HCl com o ar ou oxigênio puro, produzindoágua e cloro. Com estas técnicas começava a produção de cloro para alvejamento de roupas e papel, por volta do século XIX.

Em 1810 o químico britânico Sir Humphry Davy demonstrou que não se tratava de um composto contendo oxigênio, como acreditava o sueco Scheele, mas sim de um elemento químico, e lhe deu o nome de cloro devido à sua coloração amarelo-esverdeada.

3.3- Obtenção docloro

O cloro é produzido pela eletrólise da salmoura, sendo purificado e liquefeito posteriormente. A eletrólise é feita pelos processos de diafragma, mercúrio ou membrana. Em qualquer um dos processos uma solução de sal (cloreto de sódio – NaCl) é eletrolizada pela ação direta da corrente elétrica, a qual converte os íons cloreto em cloro elementar. No processo diafragma, a salmoura decloreto de sódio é eletrolizada para produzir cloro no eletrodo positivo (ânodo), enquanto hidróxido de sódio (soda cáustica) e hidrogênio são produzidos no eletrodo negativo (cátodo). Para evitar a reação de hidróxido de sódio e hidrogênio com o cloro, as câmaras do ânodo e do cátodo são separadas por um diafragma poroso.

No processo a mercúrio, o próprio mercúrio que recircula serve comocátodo. O cloro é removido do espaço gasoso acima dos ânodos e o sódio elementar é formado no cátodo. O sódio forma um amálgama com o mercúrio. Esse amálgama de sódio e mercúrio então circula para um decompositor, onde reage com água purificada para produzir hidróxido de sódio e hidrogênio enquanto o mercúrio é recirculado.

No processo a membrana, a salmoura de cloreto de sódio éeletrolizada para produzir cloro no eletrodo positivo (ânodo), enquanto hidróxido de sódio ehidrogênio são produzidos no eletrodo negativo (cátodo). Uma membrana seletiva de íons evita a reação do hidróxido de sódio e hidrogênio com o cloro.

O cloro é também produzido de inúmeras outras maneiras, por exemplo pela eletrólise da salmoura de cloreto de potássio em células a membrana ou mercúrio, com...
tracking img