Classes subalternas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3635 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL
FUNDAMENTOS HISTÓRICO E TEÓRICO-METODOLÓGICOS
DO SERVIÇO SOCIAL IV













Síntese da Tese – Classes Subalternas e Assistência Social e crítica da Marilda Iamamoto a tese.




















Belém-Pará
2012



BRUNA CRISTINA CASTELO(10058005001)
CAMILA MACIEL (100580001)
FERNANDA TAVARES (10058000501)
LARISSA LESSA (10058001201)
MILENA LIMA (10058007901)








Síntese da Tese – Classes Subalternas e Assistência Social e crítica da Marilda Iamamoto a tese.






Trabalho apresentado à disciplina Fundamentos Histórico e Teórico-Metodológicos do Serviço Social IV, ministradapela professora Adriana Azevedo.















Belém-Pará
2012
Síntese da Tese – Classes Subalternas e Assistência Social e crítica da Marilda Iamamoto a tese.
1. Introdução

A tese da assistência social comentada por Marilda Vilela Iamamoto no livro: Serviço Social em Tempo de Capital Fetiche faz referencia ao livro Classes Subalternas e Assistência Social, de MariaCarmelita Yazbek, devido a sua grande contribuição para a profissão e o seu enfoque a assistência e proteção social.

Maria Carmelita Yazbek é graduada em Serviço Social (1967) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil; Possui mestrado em Serviço Social (1977) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil; Doutorado em Serviço Social (1992) pelaPontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil. Título: A Assistência Social na Conformação da Identidade Subalterna, Ano de obtenção: 1992 e Pós-Doutorado pelo Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo - USP no âmbito dos Fundamentos Políticos das Ideias Contemporâneas obtido em 2001. Atualmente é professora no curso de Pós Graduação em Serviço Social da PontifíciaUniversidade Católica de São Paulo na área de Fundamentos Teórico Metodológicos do Serviço Social e membro do Conselho Científico e Acadêmico da Faculdade de Serviço Social da UNLP - Argentina. Coordena três projetos de pesquisa o "Espaços sócio-ocupacionais e tendências do mercado de trabalho do Serviço Social no contexto de reconfiguração das políticas sociais no Brasil" apoiado pelo Procad-Casadinhodo Programa de Pós graduação em Serviço Social da PUCSP em parceria com a UFRJ e a UFAL; “A Política Nacional de Assistência Social PNAS e o Sistema Único de Assistência Social - SUAS: - Avaliando a Assistência Social como política pública” cujo objetivo desta investigação é a Política de Assistência Social no Brasil, especificamente no que se refere à implantação e implementação do Sist. e“Estudo comparativo do bolsa família com outros programas de transferência de renda na américa latina capes/Mercosul”.

Yazbek escreveu ao todo nove livros, sendo os seguintes os mais relevantes: Política Social Brasileira no século XXI: a prevalência dos Programas de Transferência de Renda, O Sistema Único de Assistência Social no Brasil: uma realidade em movimento. Classes Subalternas eAssistência Social sendo este ultimo inicialmente uma tese de doutorado; neste livro a autora traz a tona a visão da assistência sobre o olhar dos assistidos, a sua relação com a assistência, as representações dos subalternos sobre sua subalternidade e a performance das politicas sociais sob o ponto de vista de seus destinatários, sobre a ótica dos assistidos, durante a pesquisa que deu origem ao livro,Yazbek pretende entender quem são os excluídos? Quem são os usuários das politicas sociais que recorrem a elas como meio de subsistência? Como se dava essa identidade subalterna e de que forma a assistência social contribuía para isso? Como é vista a rede de assistência pelos assistidos? Para isso Yazbek gravou, transcreveu, ordenou e analisou vários depoimentos realizados durante varias...
tracking img