Citocina e dor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5469 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Rev Bras Anestesiol 2011; 61: 2: 255-265 Artigo DE REVISÃO

ARTIGO DE REVISÃO

Citocinas e Dor
Caio Marcio Barros de Oliveira 1, Rioko Kimiko Sakata, TSA 2, Adriana Machado Issy 3, Luis Roberto Gerola 4, Reynaldo Salomão 5
Resumo: de Oliveira CMB, Sakata RK, Issy AM, Gerola LR, Salomão R – Citocinas e Dor. Justificativa e objetivos: As citocinas são substâncias necessárias para a respostainflamatória, favorecendo a cicatrização apropriada da ferida. No entanto, a produção exagerada de citocinas pró-inflamatórias a partir da lesão pode manifestar-se sistemicamente com instabilidade hemodinâmica ou distúrbios metabólicos. O objetivo desta revisão foi descrever os efeitos das citocinas na dor. Conteúdo: Este artigo faz uma revisão dos efeitos das citocinas na dor. Em doenças quecursam com processo inflamatório agudo ou crônico, as citocinas podem ser reconhecidas por neurônios e utilizadas para desencadear diversas reações celulares que influenciam na atividade, proliferação e sobrevida da célula imunológica, bem como na produção e atividade de outras citocinas. As citocinas podem ser pró-inflamatórias e anti-inflamatórias. As pró-inflamatórias estão relacionadas com afisiopatologia das síndromes dolorosas. Foram descritas as células que secretam as citocinas, as citocinas pró-inflamatórias (IL-1, IL-2, IL-6, IL-7 e FNT) e anti-inflamatórias (IL-4, IL-10, IL-13 e FTCβ), as funções de cada citocina e como ocorre a ação dessas substâncias no processamento da dor. Conclusões: As citocinas desempenham importante papel na dor, agindo através de diferentes mecanismos emvários locais das vias de transmissão da dor. Unitermos: DOR: Nociceptores; Citocinas.
[Rev Bras Anestesiol 2011;61(2): 255-265] ©Elsevier Editora Ltda.

INTRODUçãO As citocinas são polipeptídeos ou glicoproteínas extracelulares, hidrossolúveis, variando entre 8 e 30  kDa. São produzidas por diversos tipos de células no local da lesão e por células do sistema imunológico através da ativação deproteinoquinases ativadas por mitógenos. Diferentemente dos hormônios clássicos, as citocinas não são armazenadas como moléculas preformadas e atuam especialmente por mecanismos parácrino (em células vizinhas) e autócrino (nas próprias células produtoras) 1,2. Diferentes tipos de células secretam a mesma citocina, e uma única citocina pode agir em diversos tipos de células, fenômeno denominadopleiotropia. As citocinas são redundantes em suas atividades, ou seja, ações semelhantes podem ser desencadeadas por diferentes citocinas. Com frequência, são formadas em cascata, ou seja, uma citocina estimula suas células-alvo a produzir mais citocinas 3. Essas substâncias se ligam a receptores específicos, ativando mensageiros intracelulares que regulam a transcri-

Recebido da Disciplina deAnestesiologia, Dor e Terapia Intensiva da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/UNIFESP), SP 1. Anestesiologista, Especializado em Dor pela EPM/UNIFESP 2. Coordenadora do Setor de Dor da Disciplina de Anestesiologia, Dor e Terapia Intensiva da EPM/UNIFESP 3. Professora Adjunta da Disciplina de Anestesiologia, Dor e Terapia Intensiva da EPM/ UNIFESP 4. Doutor – ProfessorAssociado 5. Doutor – Professor Titular Submetido em 5 de junho de 2010. Aprovado para publicação em 23 de outubro de 2010. Correspondência para: Dra. Rioko Kimiko Sakata R. Três de Maio 61-51 V. Clementino 04044-020 – São Paulo, SP, Brasil E-mail: riokoks.dcir@epm.br

ção gênica. Dessa forma, as citocinas influenciam a atividade, a diferenciação, a proliferação e a sobrevida da célulaimunológica, assim como regulam a produção e a atividade de outras citocinas, que podem aumentar (pró-inflamatórias) ou atenuar (anti-inflamatórias) a resposta inflamatória. Algumas citocinas podem ter ações pró-  (Th1) ou anti-inflamatórias (Th2), de acordo com o microambiente no qual estão localizadas. Dentre as consideradas pró-inflamatórias, temos as interleucinas (IL) 1, 2, 6, 7 e FNT (fator de...
tracking img