Ciencia dos materiais e microestruturas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1942 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTRUTURAS CRISTALINAS

INTRODUÇÃO

ORDENAÇÃO DE ÁTOMOS
Os materiais sólidos podem ser classificados de acordo com a regularidade na qual os átomos ou íons se dispõem em relação à seus vizinhos.

Cristal Ordem a longo alcance

Vidro Ordem a curto alcance

Gás Sem ordenamento

Ordem a longo alcance Material cristalino Átomos ordenados em longas distâncias atômicas formam umaestrutura tridimensional rede cristalina Metais, muitas cerâmicos e alguns polímeros formam estruturas cristalinas sob condições normais de solidificação

Ordem a longo alcance

Ordem a longo alcance

⇒ A rede é formada por átomos se repete regularmente REDE: REDE conjunto de pontos espaciais que possuem vizinhança idêntica. ⇒ Na rede a relação com vizinhos é constante: - simetria com osvizinhos; - distâncias define o parâmetro de rede; - ângulos entre arestas

Exemplo esquemático de rede

PARÂMETROS PELOS QUAIS SE DEFINE UM CRISTAL

Importância da estrutura cristalina
Grande parte da diferença das propriedades dos materiais é de interesse tecnológico, assim as diferenças na estrutura cristalina de um mesmo composto é de grande importância na Engenharia.

Alotropia ouPolimorfismo: Carbono grafite diamante Nitreto de boro cúbico grafite Fe CCC CFC hexagonal cúbico

Conceitos de Cristalografia

• Substância cristalina: átomos estão dispostos em posições regulares no espaço. • Descrição: rede + base
– Rede = estrutura geométrica – Base = distribuição dos átomos em cada ponto da rede.

Rede é definido por 3 vetores tal que:

a, b, c

r = ua + vb + wc
Ex.Rede cúbica de face centrada
c

b a

CÉLULA UNITÁRIA
⇒ CÉLULA UNITÁRIA menor subdivisão da rede cristalina que retém as características de toda a rede.
Arranjo de átomos em um cristal

Representação da célula unitária CFC

Rede cristalina Célula unitária

⇒ As estruturas ideais apresentam baixa energia e maior empacotamento, já as reais compreendem os defeitos possíveis nas ideais.⇒ As estruturas ideais compreendem: α,β,γ a, b, c

- diferentes sistemas cristalinos

ângulos

tamanho das arestas - sistemas cristalinos 7 diferentes - redes de Bravais 14 diferentes

⇒ CÉLULA UNITÁRIA

existem diferentes tipos de células unitárias, que dependem da relação entre seus ângulos e arestas.

⇒ Existem 14 tipos diferentes: redes de Bravais, agrupadas em sete tipos deestruturas cristalinas (sistemas cristalinos).

Três diferentes tipos de estruturas cristalinas

Número de átomos por célula unitária ⇒ É o número específico de pontos da rede que define cada célula unitária. - Átomo no vértice da célula unitária cúbica: partilhado por sete células unitárias em contato somente 1/8 de cada vértice pertence a uma célula particular. - Átomo da face centrada:partilhado por duas células unitárias

Número de átomos por célula unitária Exemplo 1: Determine o número de átomos da rede cristalina por célula no sistema cristalino cúbico (simples).

Número de átomos por célula unitária Exemplo 1: Determine o número de átomos da rede cristalina por célula no sistema cristalino cúbico (simples). Resposta:

CS

n° pontos da rede = 8(cantos) *1 = 1 átomocélula unitária 8

Número de átomos por célula unitária Exemplo 1: Determine o número de átomos da rede cristalina por célula no sistema cristalino cúbico (corpo centrado)

Número de átomos por célula unitária Exemplo 1: Determine o número de átomos da rede cristalina por célula no sistema cristalino cúbico (corpo centrado) Resposta:

CCC

n° pontos da rede = 8(cantos)*1 + 1 (centro)= 2átomos célula unitária 8

Número de átomos por célula unitária Exemplo 1: Determine o número de átomos da rede cristalina por célula no sistema cristalino cúbico (face centrada).

Número de átomos por célula unitária Exemplo 1: Determine o número de átomos da rede cristalina por célula no sistema cristalino cúbico (face centrada). Resposta:

CFC

n° pontos da rede = 8(cantos)*1 + 6...
tracking img