Cidade de lorena

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6282 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Município de Lorena

"Terra das palmeiras imperiais"

História
Lorena é uma das mais dinâmicas cidades do Vale do Paraíba, região que abrange parte do leste do Estado de São Paulo e do oeste do Rio de Janeiro e concentra uma parcela considerável do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. Tendo iniciado seu desenvolvimento já no século XVIII, com o ciclo do ouro, Lorena soube combinar o ímpetoempreendedor herdado dos bandeirantes com o espírito solidário aprendido com os jesuítas.
Estrategicamente localizada entre os principais centros consumidores do País – fica a 180 quilômetros de São Paulo, 220 do Rio de Janeiro e 80 quilômetros do sul de Minas –, o município tem hoje 85 mil habitantes, uma renda anual de R$ 85 milhões e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,807. É um lugaronde a totalidade das residências é abastecida com água potável e rede de esgotos – e 98% deles são tratados. A cidade conta com uma invejável infraestrutura rodoviária e ferroviária; ela é cortada pela estrada de Ferro MRS, que traz minério de ferro e aço para das usinas do Rio e de São Paulo. Também fica próxima a quatro principais portos do Brasil: São Sebastião, Santos, Sepetiba e Rio deJaneiro. Essa posição faz de Lorena um ponto estratégico para o escoamento de mercadorias para a exportação.
A face progressista da cidade pode ser constatada pelos gastos públicos nas áreas sociais. A Prefeitura, na atual gestão, investe 28% do orçamento na Educação e 31% na Saúde, índices superiores ao mínimo exigido pela Constituição Federal. Lorena tem uma taxa de alfabetização que atinge 94,7%da população e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é cinco, numa escala de zero a dez.
O município conta com escolas de excelência, como a Escola de Engenharia Química (EEL-USP, antiga Faenqui, hoje ligada à USP), fundada em 1969. Trata-se de uma instituição reconhecida em âmbito nacional por sua qualidade de ensino e de pesquisa. A EEL-USP foi uma das pioneiras do ProgramaPró-Álcool, nos anos 80. A existência dessa faculdade criou condições para que florescesse na cidade a indústria química e de plástico. Hoje, estão instaladas em Lorena cerca de cem micros e pequenas indústrias químicas, além de uma dúzia de empresas de grande porte. A cidade também tem uma invejável produção de pets – inclusive fábricas especializadas na reciclagem desse material – e quatro fábricas deexplosivos. Ainda no campo da educação, há duas faculdades voltadas à área de humanas, as Faculdades Integradas Teresa D’Ávila (Fatea) e o Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal), ambas administradas pela Congregação Salesiana, ligada à Igreja Católica.

Na área de Saúde, Lorena comemora a recuperação da Santa Casa. Nos últimos cinco anos, um investimento maciço de R$ 16 milhõestransformou a estrutura do hospital, que ganhou UTI adulto e neonatal, um novo pronto-socorro e um centro de vídeo conferência para permitir trabalhar junto com especialistas da Santa Casa de São Paulo. Outro ponto que chama a atenção da Santa Casa é que os pacientes de enfermaria do SUS ficam em apartamentos com apenas dois pacientes.

Pioneirismo
A cidade tem uma iniciativa pioneira da qualmuito se orgulha: trata-se da Floresta Nacional de Lorena, erguida pelo trabalho humano por meio de um projeto de reflorestamento que teve origem há 80 anos, quando ninguém falava em ecologia ou em preservação ambiental. Hoje, 250 hectares de Mata Atlântica original ocupam o lugar dos antigos campos de arroz. A floresta abriga também uma unidade do Ibama, que tem o único centro de triagem de animaisapreendidos no Estado de São Paulo.
Histórico da Estrada de Ferro

Em 1869 foi constituída por fazendeiros do Vale do Paraíba a E. F. do Norte (ou E. F. São Paulo - Rio), que abriu o primeiro trecho, saindo da linha da S.P.R. no Brás, em São Paulo, e chegando até a Penha. Em 12/05/1877, chegou a Cachoeira Paulista, onde, com bitola métrica, encontrou-se com a E.F. Dom Pedro II, que vinha...
tracking img