Centro de diagnostico por imagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1763 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“Check-up por Imagem”: aspectos gerais, controvérsias e perspectivas
Dr. Sandro Fenelon é radiologista e editor médico do site www.imaginologia.com.br
Artigo originalmente publicado no Jornal Interação Diagnóstica Ago-Set/2002.
Atualmente, um dos temas mais controversos na imaginologia é a utilização dos métodos de imagem como ferramentas
de screening. O diagnóstico em estágio inicial econseqüente tratamento precoce de doenças neoplásicas,
cardiovasculares e muitas outras geralmente aumenta a sobrevida dos pacientes ou pode até mesmo propiciar a cura.
Seguindo o exemplo da mamografia e do exame de Papanicolau, que tornaram-se métodos de rastreamento do câncer
de mama e do colo uterino, respectivamente, vários imaginologistas em todo mundo têm estudado as aplicações da
tomografiacomputadorizada (TC) e da ressonância magnética (RM) no diagnóstico de patologias não-suspeitadas em
pacientes sadios.
Embora esses exames de screening por TC ou RM não sejam ainda aprovados e/ou recomendados pelas principais
entidades médicas mundiais, muitos centros médicos, principalmente nos Estados Unidos, oferecem tais exames aos
pacientes que desejam fazer um “check-up por imagem”. Ocusto dos exames de corpo inteiro é bastante alto, variando
em média de 500 a 900 dólares para TC e 1200 dólares para RM. Além do alto preço, os exames não são cobertos
pelos planos de saúde e em muitos centros diagnósticos não é realizado em pacientes com idade inferior a 40 anos.
TC de corpo inteiro
Após a publicação do assunto num jornal norte-americano de circulação nacional, a TC de corpointeiro, apesar de
muitas controvérsias, tem sido procurada pelos pacientes nos Estados Unidos. Defendida por uns e condenada por
outros, que a consideram apenas um instrumento de marketing, o método inclui estudo detalhado do coração e artérias
coronárias (presença de calcificações), pescoço, tórax, abdome, pelve e colonoscopia virtual. O exame na maioria dos
centros é realizado sem contrasteiodado intravenoso.
Dados preliminares desses centros de screening relatam que são encontradas anormalidades em 80% dos pacientes. A
maioria dos achados anormais (cistos, hemangiomas, nódulo pulmonar benigno) somente serão definitivamente
caracterizados como lesões benignas em exames subseqüentes. Outros pacientes necessitarão de exames de controle
a cada 3 ou 6 meses durante 2 anos. Por isso,muitos acham que o método está sendo utilizado com fins lucrativos.
Para o American College of Radiology (ACR) “ainda não existem evidências científicas suficientes que justifiquem a
utilização da TC de corpo inteiro em pacientes assintomáticos ou com história familiar sugerindo doença, nem que o
método seja custo-efetivo ou eficaz no prolongamento da vida”.
Recentemente, o Food and DrugAdministration (FDA) também demonstrou sua preocupação com o método que utiliza
doses de radiações maiores que os estudos dirigidos, o que poderia expor pacientes a doses de radiação ionizante
potencialmente perigosas. Ainda, segundo o FDA, o benefício que o screening através da TC de corpo inteiro pode
propiciar é incerto.
RM de corpo inteiro
O avanço tecnológico no desenvolvimento de aparelhosde ressonância magnética tem permitido exames mais rápidos,
com maior campo de visão e melhor resolução de imagem. Radiologistas da Universidade de Essen, Alemanha,
desenvolveram um exame de RM de corpo inteiro, com aproximadamente 1 hora de duração. O estudo preliminar e
pioneiro, demonstrou patologias não-suspeitadas em voluntários sadios. Foram estudados 28 pacientes, com idade
entre 39 e76 anos, sendo todos previamente hígidos. Um total de 14 patologias não-suspeitadas foram detectadas:
pólipos coloretais (4), aneurisma aórtico (2), aneurisma cerebral (1), estenose de artéria renal (1), estenose de artéria
femoral (2), regurgitação mitral (2) e redução da fração de ejeção miocárdica (2).
O exame foi bem tolerado por todos os pacientes. O tempo médio de realização dos exames...
tracking img