Comte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1112 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Augusto Comte – Vida e Obras
Isidore Auguste Marie François Xavier Comte, nasceu na cidade de Montpellier (França) em 19 de janeiro de 1798 e morreu na cidade de Paris (França) em 5 de setembro de 1857.
Foi um importante filósofo e sociólogo francês do século XIX. É considerado o criador do Positivismo e da disciplina Sociologia. Augusto Comte.
Filho de um fiscal de impostos, Sua relação com afamilia foi sempre tempestuosa. Em 1814, aos dezesseis anos de idade, com interesse pelas ciências naturais, conjugado às questões históricas e sociais, ingressou na Escola Politécnica de Paris. De família pobre, sustentou seus estudos com o ensino ocasional de matemática e oportunidades no jornalismo.
 No período de 1817-1824 foi secretário do conde Henri de Saint-Simon, o primeiro filosofo aver claramente a importância da organização econômica na sociedade moderna, e cujas ideias Comte absorveu, sistematizou com um estilo pessoal e difundiu. Em 1824, após discussões, Comte rompe com Saint- Simon e torna-se independente.
Em 1825, com 27 anos, Comte casa-se com Caroline Massin uma mulher frívola, que não se adaptou ao mestre Comte. Devido as atitudes desrespeitadoras desta mulher,Comte teve uma crise nervosa em 1828. Em 1842 eles se separam.
Em fins de 1844, já estava com 46 anos de idade conhece Clotilde De Vaux, devota-lhe um grande amor platônico, estado amoroso que o leva a plena criatividade, - É mais fácil criar amando. Esta mulher muito inteligente, mostra ao mestre outras facetas, do relacionamento humano, que o leva a criar a Moral Teórica e a Moral Prática. Maslogo perde a sua Inspiradora, que falece de tuberculose em princípios de 1846. 
Em 1851 a 1854 (53 a 56 anos), Augusto Comte escreve o Sistema de Política Positiva em 4 volumes, que é o primeiro Tratado de Sociologia e postula a separação Espiritual e Temporal (Igreja independente do Estado) 
Em 1857, com 59 anos vem a falecer, depois de definir e classificar as ciências, e criar a SociologiaPositiva e a Moral Positiva. 

Positivismo de Augusto Comte.
Para Comte, o Positivismo é uma doutrina filosófica, sociológica e política. Surgiu como desenvolvimento sociológico do Iluminismo, das crises sociais e morais do fim da Idade Média e do nascimento da sociedade industrial - processos que tiveram como grande marco a Revolução Francesa (1789-1799). Em linhas gerais, ele propõe à existênciahumana valores completamente humanos, afastando radicalmente a teologia e a metafísica (embora as incorporando em uma filosofia da história). Assim, o Positivismo associa uma interpretação das ciências e uma classificação do conhecimento a uma ética humana radical, desenvolvida na segunda fase da carreira de Comte.
O método geral do positivismo de Auguste Comte consiste na observação dosfenômenos, opondo-se ao racionalismo e ao idealismo, por meio da promoção do primado da experiência sensível, única capaz de produzir a partir dos dados concretos (positivos) a verdadeira ciência (na concepção positivista), sem qualquer atributo teológico ou metafísico, subordinando a imaginação à observação, tomando como base apenas o mundo físico ou material. O Positivismo nega à ciência qualquerpossibilidade de investigar a causa dos fenômenos naturais e sociais, considerando este tipo de pesquisa inútil e inacessível, voltando-se para a descoberta e o estudo das leis (relações constantes entre os fenômenos observáveis).

O Positivismo no Brasil
A influência positivista no Brasil ocorreu em diferentes âmbitos e em diferentes lugares, desde a década de 1870 até meados do século XX, masestendendo-se até o século XXI. Entretanto, foi no Rio de Janeiro, entre o final do Império e a I República que o Positivismo foi mais notável no Brasil, desempenhando um papel central tanto no processo de Abolição da Escravatura quanto no de Proclamação da República.
A astronomia sendo parâmetro para a fundamentação de uma linha filosófica onde o individuo não vive para si mesmo, mas para o todo...
tracking img