CAT A

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1155 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMAS DE CATEGORIZAÇÃO DO CAT-A E RESPOSTAS
POPULARES
X Salão de
Iniciação Científica
PUCRS

Rafaele Medeiros Paniagua
Maria Lucia Tiellet Nunes (orientadora)
Faculdade de Psicologia, PUCRS

Resumo
Desde a Resolução nº 2, de 2003 do Conselho Federal de Psicologia (CFP,
2003), exige-se documentar as características psicométricas dos testes e, com isso, o
Teste de Apercepção Temática Infantil –CAT-A, muito usado até então (Alchieri &
Cruz, 2003; Tardivo, 1998; Montagna, 1989) só pode ser usado agora para fins de
pesquisa, necessitando novas investigações para vir a ser aprovado pelo CFP para uso
em psicodiagnóstico. Essa pesquisa, para poder realizar o objetivo de estudar o CAT-A,
necessitou um trabalho preliminar de exame dos sistemas de categorização de respostas
ao teste e decidirpor um novo mais simplificado, analisar possíveis definições para
mecanismos de defesa e optar por um elenco das mesmas e realizar um levantamento
preliminar de respostas populares ao instrumento.

Introdução- Avaliar problemas na infância é desafiador: a criança apresenta limitada
capacidade de expressar desconforto emocional (Bird & Duarte, 2002). A avaliação
psicológica, processo científico,permite entender dificuldades emocionais à luz de
pressupostos teóricos. Para utilizar o CAT-A, muito usado até então (Alchieri & Cruz,
2003), são necessárias novas investigações para que o instrumento venha a ser aprovado
pelo CFP. Essa pesquisa, em andamento, busca num primeiro momento, estudar os
sistemas de categorização de respostas ao teste, analisar definições para mecanismos de
defesa erealizar um levantamento preliminar de respostas populares ao instrumento. O
Teste CAT-A, técnica projetiva, surge em 1949, quando Bellak & Bellak, preocupados
com aspectos teóricos de projeção infantil criaram o instrumento, usando figuras de
animais em situações antropomórficas na pranchas, pois as crianças se identificariam
mais facilmente com animais e, por isso, projetariam em suas histórias seusconteúdos
pessoais (Montagna, 1989). É interessante observar que após 40 anos de sua primeira
publicação, o CAT-A continua sendo apontado como um dos principais instrumentos
para avaliação personalidade infantil. Vários autores vêm apresentando publicações nas

1728

quais discutem o manual do teste, sendo que nos Estados Unidos já recebeu diversas
edições (Tardivo & Xavier, 2008).Metodologia-Trata-se de pesquisa documental, qualitativa e quantitativa de
levantamento, e inserida no Grupo de Pesquisa ¨Formação, Avaliação e Atendimento
em Psicoterapia Psicanalítica”, coordenado pela Professora Drª Maria Lúcia Tiellet
Nunes. Como materiais para coleta de informações, foram livros sobre o CAT-A e 300
histórias que 30 crianças, de quatro a 12 anos, produziram para CAT-A. As histórias
foramcoletadas via protocolos de arquivo de avaliações psicológicas. Para análise do
material, os livros sobre sistemas de avaliação do CAT-A e aqueles sobre classificação
de mecanismo de defesas foram lidos e fichados e os textos de interesse foram
examinados por análise de conteúdo. As histórias foram examinadas pela bolsista de IC,
tendo como juiz uma mestranda e a orientadora, para chegar a consenso,na busca de
classificação das respostas para as categorias tema, conflito, ansiedade e defesa; além
disso, foram levantadas as respostas populares. Como cuidado ético, foi preservada em
sigilo a identidade dos sujeitos.
Resultados-Os sistemas de avaliação do CAT-A, no Brasil, de Bellak e Bellak (1992),
Montagna (1989) e Tardivo (1998), foram examinados através de análise de conteúdo
(Bardin, 1977)para ver semelhanças e diferenças entre as categorias propostas para
avaliação do teste. Bellak e Bellak (1992), autores do instrumento, propõem dez itens
para cada lâmina do teste, porém os critérios dos sistemas de correção do teste não são
claros, não há definições para as categorias. Montagna (1989) compilou as categorias de
Bellak e Bellak (1954), Haworth (1962) e Shentoub (1969), propondo...
tracking img