Caso odebrecht

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5721 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO

TEMA: Governança Corporativa em empresas
de controle familiar - o caso Odebrecht

MATÉRIA: GOVERNANÇA CORPORATIVA

CURSO: GESTÃO DA QUALIDADE

TURMA: 1/A

SALA: 35

GRUPO:

ALEX PEREIRADOS SANTOS


SUMÁRIO

1. Caso Odebrecht

2. Caso Odebrecht: segue disputa empresarial entre as duas famílias majoritárias

3. Odebrecht requer ação forte do Brasil, por Jurandir Soares

4. . Equador pede que caso Odebrecht não prejudique relação com Brasil

5. Oficialização, Executivos

6. Caso Odebrecht: Arbitragem ecaminho

7. Lula diz que Odebrecht não influência relação com equador

8. Odebrecht

9. Caso Odebrecht não causara problemas?

10. Equador lamenta reação do Brasil ao caso Odebrecht

11. Odebrecht lança livro sobre a história de Angola

12. Odebrecht X Gradin: guerra envolve juíza

13. Odebrecht vai investir US$ 10 bi em PPP em diversos países

14. Conclusão

15. Bibliografia

ResumoEsta monografia tem como objetivo apresentar a memória empresarial e a responsabilidade
histórica como ferramentas de Relações Públicas reputação corporativa.
Num contexto em que as empresas precisam se adaptar e reinventar sua maneira de se relacionar com seus diversos públicos, redes sociais e sociedade; muito mais que mera celebração do passado, a responsabilidade histórica se afirmacomo tendência no mundo corporativo.
Na literatura existente sobre os assuntos de interesse, como memória empresarial,
responsabilidade histórica, imagem e reputação. Também foram utilizados artigos e textos veiculados na imprensa, na internet e em veículos especializados.
Após abordar temas como Relações Públicas, história, memória, reputação, responsabilidade histórica, evolução e produtos damemória empresarial; o trabalho é focado em estudo de caso. Trata-se do Núcleo da Cultura Odebrecht, espaço fundado em Salvador no ano de 1984,
com o intuito de preservar e disseminar a história da Organização Odebrecht S.A.

1. CASO ODEBRECHT

O nome – Odebrecht – foi alvo de uma disputa pelo seu uso comercial por duas empresas: a empresa baiana Odebrecht S/A, que atua no ramo de engenharia epetroquímica e a empresa paranaense Odebrecht Comércio e Indústria de Café Ltda., do ramo de alimentos.
A Odebrecht S/A pleiteava o reconhecimento de seu direito à exclusividade do uso comercial do termo “Odebrecht”. Visando proteger legalmente a sua marca, requereu a nulidade dos registros de marcas concedidos pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) à empresa Odebrecht Café.A Odebrecht S/A, atua no Brasil desde 1945 em atividades nas áreas de arquitetura, engenharia, geofísica, química, petroquímica, prospecção e perfuração de petróleo. Originalmente, foi registrada sob o nome de seu fundador – Norberto Odebrecht. A partir de 1979, a empresa obteve no INPI, em diversas classes, o registro da marca – Odebrecht – o que, segundo alegou a empresa, lhe daria direito aouso exclusivo do termo, pois este tradicionalmente identifica seus produtos e serviços.
Por outro lado, a Odebrecht Comércio e Indústria de Café Ltda – que atua no comércio e beneficiamento de café, milho, arroz, cereais, frutas, verduras e legumes e na exportação de café - foi constituída em 1963 sob o nome – Edmundo Odebrecht e Filhos. Em 1992 e 1995, obteve o registro - como marca - da expressãoOdebrecht, que, como vimos, também tem origem no nome de seu fundador.
O juízo de primeiro grau não aceitou a argumentação da empresa baiana, porquanto -  Odebrecht - é termo que advém dos nomes dos fundadores de ambas as empresas. O princípio da especialidade foi igualmente determinado, porquanto a marca da Odebrecht baiana não é notória. Por conseguinte, o seu direito à exclusividade está...
tracking img