Caso dos exploradores de caverna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1635 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Nossa tese

Art. 24 - Considera-se em estado de necessidade quem pratica o fato para salvar de perigo atual, que não provocou por sua vontade, nem podia de outro modo evitar, direito próprio ou alheio, cujo sacrifício, nas circunstâncias, não era razoável exigir-se.


Primeiro defensor

De início um de nós se encarrega de mostrar a situação dos réus naquele momento no interior da caverna.Esse defensor pode se valer de perguntas (com respostas previamente combinadas) a um dos réus, do tipo:
1 – Em que condições psicológicas vocês se encontravam no interior da caverna?
R - Piores condições possíveis, qualquer um em nosso lugar teria tomado a mesma atitude dado a impossibilidade de pensar racionalmente...
2 – Quais foram as sensações que você experimentou no interior dacaverna?
R – Muito frio, escuro, úmido, ar espeço, mal conseguia respirar, os machucados já não doíam mais, porém não cicatrizavam por causa da umidade. Meus ossos pareciam estar esmagados, muita sede e fome, e acho que por isso sentíamos alucinações e a sensação de morte era constante...
Esse defensor se atém em mostrar que no interior da caverna os réus se encontravam em condições queimpossibilitavam atitudes conscientes.
Uma coisa é analisar friamente os fatos, com a tranquilidade em que nos encontramos neste momento dentro de uma sala de aula e com o estômago cheio, diferente é passar pelo que eles passaram no interior daquela caverna por 32 dias... O ato de comer carne humana não foi realizado por prazer, o que aconteceu foi que eles se encontravam em estado extremado.
A escassez decomida com o decorrer dos dias faz com que o corpo passe por algumas etapas:
Primeiramente acontece o gasto de gordura. É a chamada autofagia. É o próprio corpo se autoconsumindo tornando a pessoa esquelética.
Aqui se justifica o porquê não resolveria se cada um resolvesse se automutilar e comer das próprias carnes. Se assim fizessem todos morreriam, o corpo precisaria ainda mais de energiapara reparar aquele trauma...
Por fim, o cérebro começa a perder suas funções e os comandos do corpo. As capacidades de raciocínio ficam comprometidas causando tonturas e consequentemente alucinações que é causada pela morte dos neurônios por falta de oxigênio.
Obs. Trago estes dados apenas para auxílio nada impede que sejam abordados outros assuntos ou até mesmo desconsiderado por completoessa linha de raciocínio e adotada outra.


Segundo defensor

Este defensor pode iniciar fazendo uma pergunta a uma testemunha.
Esta testemunha pode ser a própria mãe do morto. Ela, em seu depoimento, diz que se ofereceu voluntariamente para vir depor em favor dos acusados e que não acredita que eles tenham tomado aquela decisão em pleno estado de consciência. Ela comenta também que desdesempre eles eram grandes amigos etc...
O defensor traz a possibilidade que os réus tinham de mentir e não o fizeram. Podiam dizer que ele havia morrido primeiro e só então resolveram o comer.
Quando se está morrendo, toda tentativa de permanecer vivo é válida.
A penalidade pela qual estes réus deveriam passar já foi passada, agora terão que relembrar eternamente que tiveram que se alimentardas carnes de um amigo para sobreviverem. Eles já têm uma sentença para carregar pelo resto de suas vidas.
Será que alguém, em são estado de consciência, leia-se, não estando em estado de necessidade, seria capaz de matar alguém para saciar da fome com a carne dessa pessoa? Ou vocês acreditam que amanhã ou depois quando nossos réus estiverem soltos vão pedir, em um restaurante, se nocardápio não acompanha um filé humano...
Conceito de canibalismo: canibalismo ou antropofagia: É o hábito, costume, de se comer a carne da mesma espécie por prazer.
Assim como vocês que estão aqui nesta noite, estes réus também não têm o hábito de comer carne humana. Lá dentro da caverna não havia vegetação. A água que havia era ácida, com um teor altíssimo de gás...
tracking img