Cartilha da agua

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 52 (12875 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Uso Racional da Água no Comércio

> página 3

O Uso Racional da Água no Comércio <

APRESENTAÇÃO
Josef Barat Presidente do Conselho de Desenvolvimento das Cidades.
É com satisfação que a Fecomercio edita, como resultado de parceria com cussões provocadas pela necessidade de redução de consumo apenas em

a SABESP, esta cartilha. O objetivo desta iniciativa é o de superar asdisperíodos de racionamento de água. Na verdade, trata-se de criar um pro-

cesso duradouro de conscientização e promover campanhas educativas, que contribuam para consolidar atitudes mais proativas da população urbana em favor da sustentabilidade ambiental.

Após mais de duas décadas de indecisões no processo decisório e de inque estabeleceu diretrizes para o saneamento básico. Esta Lei tornouànecessidade de se ver o saneamento como prioritário, para efeito de

definições no quadro institucional, foi promulgada a Lei nº 11.445/2007, se um importante instrumento para a tomada de consciência quanto políticas governamentais e possibilidades de parcerias público/privadas. É fundamental que, dadas as circunstâncias atuais, o setor se agregue a uma estratégia de estimular os investimentos nasinfra-estruturas, para mover aumentos de produtividade. gerar empregos, ampliar mercados, reduzir desequilíbrios sociais e pro-

Como serviço público essencial, as deficiências e carências do saneamento refletem o dramático quadro de distribuição de renda. Ao contrário dos bens de consumo privado, não se pode estabelecer “ilhas” de proteção às classes mais privilegiadas, até porque a disponibilidadedo saúde pública. Assim, o chamado “cordão sanitário” tem seus limites no

serviço não garante necessariamente sua qualidade do ponto de vista da ambiente urbano, em virtude da veiculação de doenças, da degradação

ambiental e, mesmo, da possibilidade de exaustão dos recursos hídricos. Ficou clara, também, a necessidade de uma abordagem mais integrada dos diversos componentes da questãosanitária e ambiental, envolvendo ações mais coordenadas do poder público. Assim, busca-se valorizar o planejamento e a formulação de políticas integradas, no que diz respeito à: i) provisão e tratamento de água e esgoto, ii) drenagem urbana

e manejo de águas pluviais, iii) coleta e tratamento dos resíduos sólidos,

> página 4

O Uso Racional da Água no Comércio <

> página 5

O Uso Racionalda Água no Comércio <

iv) gestão integrada dos recursos hídricos, v) saúde pública nos seus as-

pectos preventivos, e vi) preservação ambiental. É importante assinalar, também, a conscientização quanto à necessidade de elaboração de plações sobre os serviços e de mecanismos de controle social. nos de saneamento básico e o estabelecimento de sistemas de informa-

APRESENTAÇÃO
GesnerOliveira Presidente da Sabesp
Caros associados da Fecomercio e prezados leitores, A Sabesp tem o meio ambiente como sua razão de ser e acredita firmemente que as parcerias com a sociedade civil organizada são fundamentais para trilharmos juntos o caminho do desenvolvimento sustentável.

O setor de saneamento passa, sem dúvida, por transformações que

visam superar o modelo anterior, mas muitosproblemas ainda esperam regional do atendimento de água e esgotos, ii) os índices elevados de

por soluções de maior envergadura: i) os desequilíbrios na distribuição perdas e desperdício, iii) o desafio de superar os déficits no atendimento de esgotamento sanitário – mais generalizado – e de abastecimento de água – mais regionalizado. Os volumes de recursos para investimentos são vultosos, daí anecessidade de se encontrarem mecanismos alternativos de captação de recursos e de regulação, para atrair capitais privados.

Assim nos orgulhamos de celebrar um termo de convênio de cooperação biente e do uso racional de água, entre os associados e público em geral.

com a Fecomercio, com o escopo de promover ações em prol do meio am-

Não se pode afirmar hoje que o modelo centralizador...
tracking img