Capitulo VII Raizes do Brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (990 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de abril de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
. Capítulo VII – “Nossa Revolução” O capítulo "Nossa Revolução" é bastante compacto e precisa ser lido com senso dos subentendidos, pois a composição reduz ao mínimo os elementos expositivos. O seumovimento consiste em sugerir (mais do que mostrar) como a dissolução da ordem tradicional ocasionou contradições não resolvidas, que nascem no nível da estrutura social e se manifestam no dasinstituições e idéias políticas. Um de seus pressupostos, talvez o fundamental, é a passagem do rural ao urbano, isto é, ao predomínio da cultura das cidades, que tem como conseqüência a passagem da tradiçãoibérica ao novo tipo de vida, pois aquela dependia essencialmente das instituições agrárias. Tal processo consiste no aniquilamento das raízes ibéricas de nossa cultura para a inauguração de umestilo novo, que crismamos talvez ilusoriamente de americano, porque seus traços se acentuam com maior rapidez em nosso hemisfério. Essa transformação tem como episódio importante a passagem dacana-de-açúcar ao café, cuja exploração é mais ligada aos modos de vida modernos. Os modelos políticos do passado continuam como sobrevivência, pois antes se adequavam à estrutura rural e agora não encontram apoiona base econômica. Daí o aspecto relativamente harmonioso do Império, ao contrário da República, que não possui um substrato íntegro, como era o de tipo colonial. Cria-se, então, um impasse, que éresolvido pela mera substituição dos governantes ou pela confecção de leis formalmente perfeitas. Oscilando entre um extremo e outro, tendemos de maneira contraditória para uma organizaçãoadministrativa ideal, que deveria funcionar automaticamente pela virtude impessoal da lei, e para o mais extremo personalismo, que a desfaz a cada passo. Nesse ponto do livro, Sergio Buarque completa o seupensamento a respeito das condições de uma 3
4. vida democrática no Brasil, dando ao livro uma atualidade que, em 1936, o distinguia de outros estudos sobre a sociedade tradicional e o aproximava de...
tracking img