Cancer gastrico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2298 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
A palavra câncer tem origem no latim, cujo significado é caranguejo, tem esse nome porquê a células doentes atacam e se infiltram nas células sadias como se fossem tentáculos de um caranguejo .
Esta doença tem um período de evolução duradoura, podendo, muitas vezes, levar anos para evoluir até ser descoberta atualmente foram identificados mais de cem tipos desta doença sendo que amaioria tem cura (benignos) desde que identificados num estagio inicial e tratados de forma correta.
Existem vários fatores que favorecem o desenvolvimento do câncer podemos citar como principais. Predisposição genética (casos na família) hábitos alimentares, estilo de vida e condições ambientais. Todos esses fatores aumentam o risco de uma pessoa desenvolver a doença.

Fisiopatologia
Ocâncer gástrico é uma neoplasia maligna. A maioria ocorre em algum ponto da mucosa do estômago (camada de revestimento interno), mostrando-se como uma lesão (tumor) elevada, irregular, frequentemente ulcerada, podendo lembrar uma verruga com uma pequena cratera em seu ponto mais alto.
A ulceração é fruto da multiplicação celular descontrolada, característica de malignidade. Esta proliferação celularvai substituindo o tecido normal e pode invadir outras camadas do próprio órgão, alcançando órgãos vizinhos (metástases por contiguidade).
O câncer gástrico pode ser classificado de acordo com o tipo de célula que originou o tumor. No câncer gástrico precoce existe uma situação especial chamada de câncer gástrico precoce que é uma lesão em que a infiltração por células tumorais está limitada àcamada mais superficial do revestimento interno do estômago.
O câncer gástrico, na sua forma mais frequente, o adenocarcinoma, é o produto final de uma série de alterações celulares e genéticas chamadas de mutações, as quais, provavelmente, se iniciam na infância,
Existem substâncias que favorecem a aparecimento do câncer, chamadas de carcinógenos. O principal fator de risco para o surgimento docarcinoma é a infecção crónica durante décadas com a bactéria Helicobacter pylori, que causa uma gastrite atrófica persistente, muitas vezes com formação de úlcera péptica. As úlceras pépticas não tratadas podem degenerar devido à grande taxa de multiplicação das células da mucosa, que tentam cicatrizar a lesão, aumentando a sua taxa de mutação (quanto maior o número de divisões com cópia do DNAmaior a probabilidade de alterações genéticas).

Incidência
Para o ano de 2010 foi de 21.500 novos casos de câncer gástrico no Brasil, sendo 13.820 homens e 7.680 mulheres. Durante muito tempo, o câncer gástrico foi considerado uma doença incurável. Atualmente a cirurgia é a principal terapêutica para o câncer de gástrico, sendo que a gastrectomia subtotal ou total associada à retirada delinfonodos é o principal tratamento a ser utilizado, tanto como medida curativa quanto paliativa. Neste cenário, a enfermeira possui papel fundamental junto à equipe multidisciplinar, pois pode proporcionar orientações sobre as adaptações necessárias à nova condição de vida, olhando para cada paciente de forma particular.
Tratamento
Os três tratamentos mais comuns para a maioria dos pacientes com câncerde estômago são a cirurgia, a quimioterapia e a radioterapia. A cirurgia e atualmente a única cura para a doença.
A quimioterapia e a radioterapia são usadas para aliviar os sintomas, reduzir a velocidade de progressão da doença, e, às vezes, podem prolongar a sobrevida do paciente. Mesmo em pacientes com doença não precoce, ou seja, nos quais há comprometimento de camadas mais profundas daparede gástrica, de órgãos vizinhos ou metástases à distância, existe benefício em retirar todo ou parte do estômago contendo o tumor, o que poderá permitir melhor qualidade de vida ao paciente, evitando complicações como sangramentos ou obstrução à passagem de alimentos.

Diagnósticos de enfermagem
Risco de infecção; Fator de Risco: Defesas primárias e secundárias inadequadas; desnutrição;...
tracking img