Cancer gastrico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6806 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
O câncer gástrico (CG) é considerado uma doença da população idosa com maior ocorrência acima dos 50 anos de idade, e menos de 5% dos casos abaixo dos 40 anos. À medida que o indivíduo envelhece, aumentam as chances de ocorrer e desenvolver algum tipo de câncer, uma vez que mais da metade de todos os casos de tumores malignos são diagnosticados em pessoas com mais de 65 anos. Oadenocarcinoma gástrico é principalmente diagnosticado em indivíduos do sexo masculino maior que 70 anos (BRASIL, 1997; TONETO et al., 2004).
Segundo STELLA (2010), A maioria dos casos é diagnosticada tardiamente no curso da doença, quando a terapêutica não é mais efetiva. Devido a esta realidade, os diagnósticos de neoplasia gástrica em pacientes jovens são feitos tardiamente ou suas lesões sãoconfundidas com patologias benignas. Dentre os fatores etiopatogênicos de importância para o surgimento das neoplasias de estômago, devem-se ressaltar os infecciosos (Helicobacter pylori), os genéticos e os ambientais (MAUAD, 2000; MISZPUTEN, 2007; MENDONÇA, 2008).
A baixa sobrevida dos pacientes com a doença é refletida pela elevada razão de mortalidade sobre incidência que chega a até 70% a 90% namaioria dos países, especialmente partes da América do Sul, Leste da Ásia e Leste Europeu. O Japão é uma importante exceção por taxas de mortalidade em torno de 40% (CAMPELO; LIMA, 2012).
O diagnóstico precoce poderia aumentar a chance de sobrevida destes pacientes. O conhecimento da etiopatogenia do câncer gástrico, a identificação dos fatores de risco e das lesões precursoras é fundamental para aprevenção do câncer gástrico e para os casos em que a prevenção falhou, para o diagnóstico precoce (STELLA, 2010).
Segundo Gama-Rodrigues (2002), o tratamento cirúrgico permanece como a única modalidade de tratamento curativo e a extensão da ressecção depende da avaliação pré e intra-operatória da localização do tumor, do grau de penetração do tumor na parede do estômago, da invasão de órgãosadjacentes e de metástase linfonodal. Também como tratamento paliativo, parece que a ressecção é um dos melhores tratamentos, não pelo aumento da sobrevivência média a longo prazo mas, certamente, pelo aprimoramento da qualidade de vida (JUCÁ, 2012; MENDONÇA, 2008).
A incidência do câncer gástrico vem diminuindo mundialmente desde 1950. Entretanto, sua agressividade, malignidade e,conseqüentemente, seu prognóstico permanecem inalterados, representando a segunda maior causa de morte por câncer, com 628.000 (12,1%) óbitos/ano (JUCÁ, 2012).
No Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a estimativa de incidência do CG para o ano de 2011 apontava para 21.500 casos novos da doença, sendo 13.820 em homens (64,3%) e 7680 em mulheres (35,7%), correspondendo a um risco estimado de 14novos casos para cada 100.000 homens e de oito para cada 100.000 mulheres, consolidando-se como quinto tumor maligno em incidência e segundo do trato gastrointestinal (BRASIL, 2009).
A redução das taxas de incidência e de mortalidade por CG é uma tendência constatada mundialmente, também observada nas regiões Sul e Sudeste do Brasil e com repercussão nas taxas de mortalidade nacionais dessaneoplasia, que também declinaram (WUNSCH FILHO, 2002; HALLAL, 2001).
Embora todas as causas que levaram à redução da incidência do CG não estejam completamente estabelecidas, a melhora da conservação dos alimentos e a diminuição do uso de sal e derivados, a maior disponibilidade de vegetais e frutas frescos e a redução da prevalência do Helicobacter pylori têm sido apontadas como as principaisresponsáveis. (SILVA; MATTOS, 2011).
Uma recente publicação da World Health Organization conclui que tanto o sal quanto os alimentos conservados provavelmente aumentem o risco de câncer de estômago (NEUTZLING, 2010).
Apesar dos avanços da Oncologia, o CG ainda é uma doença com prognóstico reservado, entretanto, nos últimos anos a detecção da doença em estádios mais precoces, a sistematização do...
tracking img