Campones senhores e mercadores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 115 (28622 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
j C OPIADORA K

c

l

S
C

* V^Wnwv-

. ...

I D1SC;_

1QOANT'

*

I

J*_

Camponeses, Senhores e Mercadores
A Europa e a Economia Mundial
(1500-1800)
Tradução de
M a r i a Assunção P into Correia

.7

t eorema

6

feter

Kriedte

não c onstitua u ma f alha e que a quilo q ue, 'à p rimeira vista, parece
r elativamente abstracto venha, ao l ongo d a leitura, a ganhar vida.
N ão posso d eixar d e agradecer aqui ao me^u amigo Pcicr Merkel a
l eitura crítica de p arte d o m anuscrito.
Gòttingen, N ovembro de 1979
PETER

KRIEDTE

INTRODUÇÃO

C om a v iragem d o século X V para o século X V I teve início, na
história da e conomia europeia, uma n ova é poca. A crise dos f ins d a
I dade Média a proximava-se d o seu t ermo: a revolução dospreços do
século X V I a nunciav^-se. A descoberta d a América e a do c aminho
marítimo para a índia c riaram as condições p ara u ma expansão da
E uropa em direcção aos territórios de além-mar e para o s urgimento
d e u m sistema capitalista m undial, para o q ual foram igualmente d eterminantes relações de intercâmbio d esiguais, impostas pela força,
d e forma declarada o u e ncoberta. Apesar de t oda esta evolução, que
a pontava já para o f uturo, o m odo de produção f eudal continuava a
domina7no~cõnjunto das torças p rodutivas e das condições de p rodução. E mbõralTcapiíal mercãnHníã^retirasse a sua dinâmica apenas
d esta área, eiyimTntevé^e, c ontudo, dentro d c u m enquadramento
marcãdo~pelo feudãlísmõTO~capital m ercantil penetrava nos «poros»
d a s bcie^a^ej^idjl^sem,todavia, a c onseguir p ôr em causa. Quando
se f ala de um m odo de produção feudal poTvolta d e 150(T, tem-se e m
m e n t e o p redomínio de u m t ipo d e produção c amponesa cuja
organização assentava n a família, a ssim como a apropriação, por
p arte da classe f eudal, d e grande parte d o p roduto agrícola o btido
p elos camponeses.
( 1) A família c amponesa constituía a u nidade-base daprodução.

8

Peter

Kriedte

F ormavam-na o c asal c om os f ilhos; a r egra era a família r eduzida ao
seu núcleo. E ram relativamente raras famílias constituídas p elas três
gerações, por c onseguinte, famílias em que o pai c/ou a mãe do c amponês v iviam juntamente c om este e c o m a sua família. O p otencial
de mão-de-obra f amiliar era, em certas circunstâncias, c ompletado,recorrendo-se, então, à mão-de-obra f ora d a família. T a l d ependia d o
espaço de subsistência da família em questão, mas também do c iclo
f amiliar. Se o c asal t inha filhos pequenos que não estavam ainda e m
condições de t rabalhar, não p odia muitas vezes passar s em e mpregar
trabalhadores alheios à família.
A t erra, adquirida p or u m processo d e sucessão, constituía o m eio
de produçãop ara a família c amponesa, meio d o q ual tudo dependia.
C ondicionada pelo ritmo das estações, a família t rabalhava a t erra e
semeava c ereais. Para além disso, como u m c omplemento necessário
à a gricultura, d edicava-se também à criação de a lgum gado, q ue f ornecia não só a força de tracção p ara os arados, mas também a dubo
precioso. Os o bjectivos da produção da a griculturacjuriponesa d e t i po famjKax_ejBm^
procurava e stabelecer u m
equilíbrio e ntre o. t rabalho produzido r ^ l a sua família, ^ o r o r m l M o , e
ás necessidades básicas desta, determinadas p or factores sòciõculturais e, por as exigências que à sua família eram impostas .do e xterior
o utro, caso este equilíbrio não e_stivesse assegurado, e le t inha d e t entar alcançá-lo mercê de um m aiorempenhamento no t rabalho, que
p odia quase atingir, as raias da «auto-exploração» (A. V. C ajanov). O u
seja: o o bjectivo d o c iclo de produção camponês não era o v alor de
t roca, mas sim o v alor de uso.
A u nidade central dentro do s istema económico agrário f o i , até à
A lta Idade M édia, a grande propriedade senhorial onde os c amponeses t rabalhavam como servos e que, desde enião,...
tracking img