Calculos estequiometricos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1862 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
estecometria
QUÍMICA TECNOLÓGICA
Prof. Roney

Cálculos Estequiométricos
    Nas reações químicas, é importante se prever a quantidade de produtos que podem ser obtidos a partir de uma certa quantidade de reagentes consumidos. Os cálculos que possibilitam prever essa quantidade são chamados de cálculos estequiométricos (A palavra estequiometria vem do grego stoicheia (partes mais simples) emetreim (medida)).

    Essas quantidades podem ser expressas de diversas maneiras: massa, volume, quantidade de matéria (mol), número de moléculas.

    Os cálculos estequiométricos baseiam-se nos coeficientes da equação. É importante saber que, numa equação balanceada, os coeficientes nos dão a proporção em mols dos participantes da reação.

    Nos meados do século XVIII, cientistasconseguiram expressar matematicamente certas regularidades que ocorrem nas reações químicas, baseando-se em leis de combinações químicas que foram divididas em ponderais (que se relacionam às massas dos participantes da reação) e volumétricas (explicam a relação entre os volumes das substâncias gasosas que participam de um processo químico).

[pic]

Leis ponderais:
1 - Lei da conservação da massaou Lei de Lavoisier: “Em um sistema, a massa total dos reagentes é igual à massa total dos produtos”. Veja o exemplo:
A + B ( AB
2g 5g 7g
2 - Lei das proporções definidas ou Lei de Proust: “ Toda substância apresenta uma proporção constante em massa, na sua composição, e a proporção na qual as substâncias reagem e se formam é constante”. Veja o exemplo:A + B ( AB
2g 5g 7g
4g 10g 14g
Com a Lei de Proust podemos prever as quantidades das substâncias que participarão de uma reação química.
Lei volumétrica:
Lei de Gay-Lussac: “Os volumes de todas as substâncias gasosas envolvidas em um processo químico estão entre si em uma relação de números inteiros e simples, desde que medidos à mesmatemperatura e pressão”. Veja o exemplo:
1 L de H2 + 1 L de Cl2 ( 2 L de HCl relação de números inteiros e simples: 1:1:2
Cabe aqui observar que nem sempre a soma dos volumes dos reagentes é igual à dos produtos. Isso quer dizer que não existe lei de conservação de volume, como ocorre com a massa. Veja o exemplo:
10 L de H2 + 5 L de O2 ( 10 L de H2O relação de números inteiros esimples: 10:5:10, que pode ser simplificada por 2:1:2
Lei ou hipótese de Avogadro: “Volumes iguais de gases diferentes possuem o mesmo número de moléculas, desde que mantidos nas mesmas condições de temperatura e pressão”. Para melhor entender a Lei de Gay-Lussac, o italiano Amedeo Avogadro introduziu o conceito de moléculas, explicando por que a relação dos volumes é dada por números inteiros.Dessa forma foi estabelecido o enunciado do volume molar.
[pic]

Tipos de cálculos estequiométricos

    Os dados do problema podem vir expressos das mais diversas maneiras: quantidade de matéria (mol), massa, número de moléculas, volume, etc.
    Em todos esses tipos de cálculo estequiométrico vamos nos basear nos coeficientes da equação que, como vimos, dão a proporção em mols dos componentesda reação.

Regras para a realização dos cálculos estequiométricos

1ª regra: Escreva corretamente a equação química mencionada no problema (caso ela não tenha sido fornecida);
2ª regra: As reações devem ser balanceadas corretamente (tentativa ou oxi-redução), lembrando que os coeficientes indicam as proporções em mols dos reagentes e produtos;
3ª regra: Caso o problema envolvapureza de reagentes, fazer a correção dos valores, trabalhando somente com a parte pura que efetivamente irá reagir;
4ª regra: Caso o problema envolva reagentes em excesso – e isso percebemos quando são citados dados relativos a mais de um reagente – devemos verificar qual deles está correto. O outro, que está em excesso, deve ser descartado para efeito de cálculos.
5ª regra: Relacione,...
tracking img