Caderno

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 31 (7563 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
José Murilo de Carvalho Construção da Ordem / Teatro das Sombras

CONSTRUÇÃO DA ORDEM
INTRODUÇÃO Os territórios do Brasil mantiveram-se unidos, ao contrário das ex-colônias espanholas, que se fragmentaram, principalmente por causa da atuação da nossa elite política, que demonstrava uma certa homogeneidade ideológica e, graças à tradição burocrática portuguesa, havia adquirido o treinamentonecessário para dirimir os conflitos intra-elite e fundamental para a construção de um sistema político tal qual adotamos: uma monarquia representativa com o poder centralizado, afastado o predomínio militar. Ele não ignora, contudo, o fato de que as elites atuavam dentro de certos fatores que restringiam seu campo de atuação e de decisão. Carvalho defende que a unidade territorial do Brasil foi umaopção política dentro das várias disponíveis, rejeitando a idéia de que os fatores econômicos predominaram na constituição dessa unidade (o Brasil não era composto por ilhas, da mesma forma que havia fatores de desintegração havia outros que motivavam a desintegração), bem como verifica uma casualidade reversa entre o escravagismo e a manutenção da unidade. Ele afirma que os políticospreocupavam-se antes com a unidade do que com o escravagismo, ou seja, manteve-se a escravidão para manter a integridade, e não o contrário. Opõe-se também à teoria de que a unidade foi mantida graças à prosperidade tardia do ouro no Brasil, afirmando que tal riqueza já amainava quando da Independência. Também, afirma que a transmigração da Corte para o Brasil não poderia ser considerada sozinha como um fatordeterminante para a manutenção da unidade – poder-se-ia argumentar que a experiência monárquica preparou os brasileiros para tal transição -, pois a Independência viria com ou sem monarquia. José Murilo conclui que tal modelo político foi uma escolha dentro de várias existentes, dentro das limitações em que atuava a elite e de acordo com a sua relativa homogeneidade ideológica e com o treinamentoque haviam obtido graças ao modelo político português. ELITES POLÍTICAS E CONSTRUÇÃO DO ESTADO No início do capítulo Murilo expõe as teorias de Mosca e Pareto sobre a atuação das elites. Para o primeiro, a elite se sustenta no domínio de alguma força social, e quando esse domínio esvanece, ela perde suas bases de sustentação, dando espaço à ascensão de um novo corpo de elite. Para Pareto, a eliteatua por meio da combinação entre a força e persuasão, e é essa dosagem que, se não adequada ao contexto, gera sua queda. Murilo explica que a formação dos Estados modernos se deu através do fortalecimento do poder régio sobre quatro elementos básicos: a burocratização, o monopólio da força, a criação da legitimidade e a homogeneização dos súditos. Segundo ele, o que determina a forma de um novoEstado é a forma como se dá o ajustamento entre a burocracia e a representação das classes – o parlamento. Em Portugal, um país de revolução burguesa abortada, e conseqüentemente no Brasil, houve o predomínio do corpo burocrático sobre o elemento representativo. Esse sistema foi caracterizado ainda pela forte presença de funcionários públicos no parlamento, ou seja, a própria burocracia do governorepresentava o povo diante dela mesma. Ainda, constante foi a presença de legistas formados em Coimbra na composição desse corpo burocrático. Diferentemente da Inglaterra, as poucas oportunidades de emprego fora da agricultura colocava sobre o Estado o peso de fornecer empregos, tornando-o mais visível. Os nobres, em Portugal e no Brasil, dependiam dos empregos do Estado para obter suas rendas.Essa característica da formação política portuguesa fez surgir uma elite política razoavelmente homogênea, graças, senão a sua origem social, a uma socialização e ao treinamento para as funções administrativas obtido na Universidade de Coimbra. A concentração dessa formação em Coimbra, diferentemente da pluralidade das universidades espanholas, trazia um fator de homogeneidade para as formadas...
tracking img