Código de ética do administrador

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4017 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL DO ADMINISTRADOR
RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 253, DE 30 DE MARÇO DE 2001
(Publicada no D.O.U. de 05/04/01, pág. 18, alterada pela Resolução Normativa CFA nº 264, de 06 de março de 2002)

Aprova o novo Código de Ética Profissional do Administrador O CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO, no uso da competência que lhe conferem a Lei nº 4.769, de 9 de setembro de 1965, eo Regulamento aprovado pelo Decreto nº 61.934, de 22 de dezembro de 1967, e, CONSIDERANDO que o estabelecimento de um Código de Ética para os profissionais da Administração, de forma a regular a conduta moral e profissional e indicar normas que devem inspirar o exercício das atividades profissionais, é matéria de alta relevância para o exercício profissional, CONSIDERANDO que o Código de ÉticaProfissional do Administrador está expressamente citado na alínea g, do artigo 7º da Lei nº 4.769, de 9 de setembro de 1965, e na alínea g do artigo 20 do Decreto nº 61.934, de 22 de dezembro de 1967, CONSIDERANDO que, por força dos dispositivos legais invocados, a competência para a elaboração do Código de Ética cabe ao Conselho Federal de Administração, CONSIDERANDO a necessidade de atualização doCódigo de Ética Profissional do Administrador, aprovado pela Resolução Normativa CFA nº 128, de 13 de setembro de 1992, CONSIDERANDO, finalmente, a necessidade de um Código de Ética que reflita o novo papel do Administrador no processo de desenvolvimento do País e da sociedade onde atua, e a DECISÃO do Plenário na 6ª reunião, realizada em 28 de março de 2001, RESOLVE: Art. 1º Aprovar o CÓDIGO DEÉTICA PROFISSIONAL DO ADMINISTRADOR (CEPA) que a esta acompanha. Art. 2º Esta Resolução Normativa entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário, especialmente as Resoluções Normativas CFA nº 128, de 13 de setembro de 1992, 144, de 19 de agosto de 1993, e 194, de 9 de outubro de 1997. Adm. Rui Otávio Bernardes de Andrade Presidente CRA/RJ nº 0104720-5

CÓDIGO DEÉTICA PROFISSIONAL DO ADMINISTRADOR PREÂMBULO CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO II - DOS TRIBUNAIS DE ÉTICA DOS ADMINISTRADORES CAPÍTULO III - DOS DEVERES CAPÍTULO IV - DAS PROIBIÇÕES CAPÍTULO V - DOS DIREITOS CAPÍTULO VI - DOS HONORÁRIOS PROFISSIONAIS CAPÍTULO VII - DOS DEVERES ESPECIAIS EM RELAÇÃO AOS COLEGAS CAPÍTULO VIII - DOS DEVERES ESPECIAIS EM RELAÇAO À CLASSE CAPÍTULO IX -DAS INFRAÇÕES E SANÇÕES DISCIPLINARES CAPÍTULO X - DAS NORMAS PROCEDIMENTAIS PARA O PROCESSO ÉTICO CAPÍTULO XI - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL DO ADMINISTRADOR

PREÂMBULO
I - De forma ampla a Ética é definida como a explicitação teórica do fundamento último do agir humano na busca do bem comum e da realização individual. II - A busca dessa satisfação ocorre necessariamentedentro de um contexto social, onde outras tantas pessoas perseguem o mesmo objetivo, o que as torna comprometidas com a qualidade dos serviços que presta à população e com o seu aprimoramento intelectual. III - A busca dessa satisfação individual, num contexto social específico - o trabalho - ocorre de acordo com normas de conduta profissional que orientam as relações do indivíduo com o cliente,o ambiente e as pessoas de sua relação. IV- A busca constante da realização do bem comum e individual - que é o propósito da Ética - conduz ao desenvolvimento social, compondo um binômio inseparável. V - No mundo organizacional, cabe ao Administrador preponderante papel de agente de desenvolvimento social. VI - O Código de Ética Profissional do Administrador é o guia orientador e estimulador denovos comportamentos e está fundamentado num conceito de ética direcionado para o desenvolvimento, servindo simultaneamente de estímulo e parâmetro para que o Administrador amplie sua capacidade de pensar, visualize seu papel e torne sua ação mais eficaz diante da sociedade.

CAPÍTULO I
DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art. 1º O exercício da profissão de Administrador implica em compromisso...
tracking img