Breve resumo - whoqol

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1596 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Márcia Alves Santana – Segundo semestre de 2009.



RESUMO: WHOQOL-bref
1. Fundamentação teórica


O WHOQOL-bref é um instrumento desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde – OMS - que visa medir a percepção de qualidade de vida (QV).
É um desafio tentar conceituar o termo qualidade de vida, pois não há consenso na literatura. Trata-se de um conceitoheterogêneo, amplo, que recebe diversas interpretações e definições - envolve diversas interfaces e dimensões.
Seidl e Zannon (2004) afirmam que há indícios de que o termo surgiu pela primeira vez na literatura médica na década de 30. Fleck et. al (1999) afirmam que a expressão ‘qualidade de vida’ foi empregada pela primeira vez pelo presidente dos Estados Unidos, Lyndon Johnson, no ano de 1964,ao declarar que os objetivos não podem ser medidos através do balanço dos bancos e sim medidos através da qualidade de vida que proporcionam às pessoas. De acordo com os autores, conceitos como ‘padrão de vida’ e ‘qualidade de vida’ foram inicialmente compartilhados por cientistas sociais, filósofos e políticos. Além disso, o desenvolvimento tecnológico da Medicina e das ciências trouxe comoconseqüência negativa a sua progressiva desumanização. Assim, a preocupação com o conceito de ‘qualidade de vida’ refere-se a um movimento dentro das ciências humanas e biológicas no sentido de valorizar parâmetros mais amplos que o controle de sintomas, a diminuição da mortalidade ou o aumento da expectativa de vida.
A OMS (1994) conceitua qualidade de vida da seguinte forma: “apercepção do indivíduo de sua posição na vida, no contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”. Fleck et al (1999) clarifica este conceito considerando três aspectos fundamentais referentes ao construto qualidade de vida, citando o entendimento obtido através do grupo de experts de diferentes culturas, denominado WHOQOLGROUP realizado em 1994: (1) subjetividade; (2) multidimensionalidade; (3) presença de dimensões positivas (ex. mobilidade) e negativas (ex. dor). O desenvolvimento destes três elementos propiciou a definição de QV da OMS citada acima.

1. Etapas da construção do WHOQOL-bref
O reconhecimento da multidimensionalidade do constructo refletiu-se na estrutura do instrumento WHOQOL-100(versão completa) - tratando-se de um questionário com 100 questões que se propõe a medir a qualidade de vida através da investigação da percepção dos participantes em relação a seis domínios: o físico, o psicológico, o nível de independência, o das relações sociais, o do meio ambiente e a espiritualidade / religião / crenças pessoais (FLECK et. al. , 1999).
Cada domínio é constituídopor facetas que são avaliadas por 4 questões. Assim, o Instrumento é composto por 24 facetas específicas e uma faceta geral que inclui questões de avaliação global de qualidade de vida, são eles (Domínios/ Facetas): Domínio I - Domínio físico: 01. Dor e desconforto; 02. Energia e fadiga; 03. Sono e repouso. Domínio II - Domínio psicológico: 04. Sentimentos positivos; 05. Pensar, aprender,memória e concentração; 06. Auto-estima; 07. Imagem corporal e aparência; 08. Sentimentos negativos; Domínio III - Nível de Independência: 09. Mobilidade; 10. Atividades da vida cotidiana; 11. Dependência de medicação ou de tratamentos; 12. Capacidade de trabalho Domínio IV - Relações sociais: 13. Relações pessoais; 14. Suporte (Apoio) social espaço; 15. Atividade sexual;. Domínio V – Ambiente: 16.Segurança física e proteção; 17. Ambiente no lar; 18. Recursos financeiros; 19. Cuidados de saúde e sociais: disponibilidade e qualidade; 20. Oportunidades de adquirir novas informações e habilidades; 21. Participação em, e oportunidades de recreação/lazer; 22. Ambiente físico: (poluição/ruído/trânsito/clima); 23. Transporte. Domínio VI - Aspectos Espirituais/Religião/Crenças Pessoais: 24....
tracking img