Blues

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3393 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de novembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Blues.

Trabalharemos o blues como uma narrativa, partindo da análise de Paul Ricoeur desenvolvida em “Tempo e Narrativa”. Entenderemos assim a narrativa como meio pelo qual o tempo se torna tempo humano, “na medida em que desenha as características da experiência temporal”1. No momento em que optamos por recortar, de toda a história do gênero, a transição do meio rural para o urbano nosEstados Unidos da América, problematizamos nossa linha interpretativa, a do blues como uma narrativa. Ora, se o blues é uma narrativa como explicar que, mesmo sofrendo alterações estruturais melódicas, harmônicas e temáticas o gênero possa ser considerado o mesmo, ou melhor, a mesma narrativa? Buscamos nossa resposta pela análise de canções e pelo movimento migratório que leva com si a cultura doblues. É nesse conceito em que encontramos a chave para nossa interpretação, cultura. Cultura como “o conjunto de processos sociais de produção, circulação e consumo da significação na vida social.”2 Verificamos nas canções produção, circulação e consumo da significação nos mesmos moldes das raízes, a narrativa, mesmo com alterações, permanece blues.
Antes de descrever o movimento do blues comouma expressão cultural do meio rural que se desloca para o eixo urbano, iremos explorar a complexidade do blues no espaço rural estadunidense. Entendemos o blues “como símbolo de uma tristeza infinita... Blues como manifestação de uma condição de vida. Blues como forma de liberar os sentimentos.”3
Então, após essa descrição podemos começar a estabelecer a relação do modo de vida dos negros do sulcom os relatos cantados e tocados nas canções do gênero.

Blues no seu espaço rural.
Depois dessa pequena introdução, partiremos para a análise da grande migração como expoente para uma transformação do blues, essa passagem para o eixo urbano desde o inicio do século até meados do mesmo. Vários são os fatores que podem servir de base para descrever as migrações dos negros para o norte, oumelhor, um movimento do espaço rural para o urbano. Um desses fatores é a expectativa de modelos de trabalhos melhores do que os presentes no sistema agrário imposto aos negros, como por exemplo, os “sharecroppers”
“arrendavam terras  de cultivo aos  proprietários  brancos  das  plantações, que lhes forneciam sementes, adubos, uma  cabana  miserável e uma  pequena  quantia  para  despesas, tãoinsuficiente que os rendeiros (“sharecroppers”) se viam na necessidade  de lhes  pedir dinheiro emprestado.  Os  “sharecroppers”  faziam a  colheita,  os  proprietários  vendiam-na  e o resultado da venda  era repartido no fim do ano sempre  muito desfavoravelmente para o rendeiro que, sem  poder de  negociação, inevitavelmente acumulava dívidas e assim mantinha a antiga relação de dependência noMississipi.”4

Fenômenos naturais também causaram a necessidade do deslocamento de populações, onde a terra fica prejudicada para a produção.
A ponto de comentar alguns desses aspectos mais detalhadamente, iremos dividir os aspectos em movimentos de repulsa ou, movimento de atração. Com isso, deixar a interpretação de que não é uma movimentação simples, existem suas complexidades. No meio dessadiscussão apresentaremos algumas músicas que serão comentadas em outro momento deste trabalho.
Ao primeiro comentário, colocaremos em foco as Leis do Jim Crow, um aspecto repulsivo para o cotidiano do negro no sul. A segregação provocada desde o final do século XIX chegava ao inicio do XX com grande força, nas formas dos linchamentos e perseguições. Como se tratavam de leis de representação estadual,criava a possibilidade de fuga por parte do negro para regiões que não mantinham essa tendência política. Existe a representação desse aspecto no blues, na música de Big Bill Broonzy, ”Black, Brown and White”.
Agora sobre as causas naturais que podem adentrar nessa discussão, o surgimento de uma praga oriunda do México no final da década de 20, uma seca no verão de 30 e as grandes inundações do...
tracking img