Bioquimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (252 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
9) O ciclo do ácido cítrico não reoxida coenzimas, só as reduz. Por isso, não tem autonomia funcional, dependendo sempre de uma associação com a cadeiade transportes de elétrons para se manter ativa. A regulação do ciclo é exercida em dois níveis. O fluxo de piruvato pelo ciclo do ácido cítrico vai sercontrolado em dois níveis. O primeiro deles vai ser a reação catalisada por citrato sintase. A ação desta enzima vai depender da disposição de substratos,principalmente o oxaloacetato que quando em baixas concentrações vai ser um fator limitante a entrada de acetil-coa no ciclo. Isso vai ser contornado com aconversão do piruvato em oxaloacetato que é regulada por acetil-coa que é um regulador alostérico positivo da piruvato carboxilase. Desta forma a chegadade acetil-coa, de origens diferentes, ao ciclo vai ativar a piruvato carboxilase dando origem a mais oxaloacetato.O ciclo também é regulado na reação daisocitrato desidrogenase, já que o citrato vai ter seu destino metabólico determinado pela mesma. Sendo que o citrato pode ser oxidado a isocitrato oupode ser acumulado, caso a sua oxidação a isocitrato estiver inibida. Sobre a isocitrato desidrogenase vão atuar dois reguladores alostéricos: o ADP, que temefeito positivo, e o NADH com efeito negativo. Níveis altos de ADP estimulam a enzima levando a oxidação do citrato; caso essa concentração diminua aconcentração de NADH aumenta, inibindo a isocitrato desidrogenase. Com a inibição da enzima o fluxo vai ser desviado para o armazenamento do citrato.
tracking img