Biblioteca de alexandria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1765 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]




[pic]



[pic]



Escola Profissional de Murça, 27 de Novembro de 2012
Curso Comunicação/Marketing, RP e Publicidade
Cláudia Carvalho nº4
Disciplina: Área de Integração
Módulo 5 – Tema-problema: “De Alexandrina à era digital: a difusão do conhecimento através dos suportes”.
Docente: Celestino Silva
Ano letivo: 2012/2013
ÍndiceIntrodução…………………………………………………………………………….3
Tópicos Comuns…………………………………………………………………….4
História………………………………………………………………………………..6
Acervos antigos…………………………………………………………………...…7
Importância na antiguidade……………………………………………………...…8
As destruições……………………………………………………………………….9
A reconstrução…………………………………………………………………..…11
Novos acervos……………………………………………………………………...12
Conclusão…………………………………………………………………………..13
Biografia…………………………………………………………………………….14Introdução

Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de Área de Integração, como meio de avaliação do módulo 5, cujo tema-problema é denominado: “De Alexandrina à era digital: a difusão do conhecimento através dos suportes”.
O tema é a “Biblioteca de Alexandria” que foi uma das maiores bibliotecas do mundo antigo. Floresceu sob opatrocínio da dinastia ptolemaica e existiu até à Idade Média, quando alegadamente foi totalmente destruída por um incêndio cujas causas são controversas.




































Tópicos comuns

Suportes materiais da escrita: para escrever o Homem faz uso de materiais como pedra, argila, madeira, tela, seda, couro, ardósia, osso, tijolo, papiro,pergaminho, papel e no teclado, observando os carateres no ecrã.

A escrita egípcia: cerca de 5000 anos antes da nossa era, o Egipto elaborou o seu sistema de escrita, cujos sinais são hieróglifos e a sua origem prende-se sobretudo com a comemoração de acontecimentos militares e rituais religiosos. Nesta escrita encontram-se elementos figurativos, humanos, animais e vegetais, e uma composiçãográfica bastante cuidada. Usavam 3 tipos de escrita: os hieróglifos, a escrita hierática e a demótica.

O sistema de escrita chinesa: na China, as inscrições encontram-se em textos divinatórios, em fragmentos de osso de marfim e carapaças de tartaruga. Este sistema, apesar de consideravelmente abstrato, continuou a representar cada palavra por um signo, com caraterísticas muito específicas.

Opapiro: é uma planta parecida com um junco, que depois de cortada, justaposta, batida, e humedecida, os Antigos Egípcios usavam em rolos, como suporte de escrita.

O pergaminho: provém da cidade grega de Pérgamo, no século III a.C. e é obtido a partir da pele curtida de vitela, carneira ou cabrito.

O papel: os chineses inventam um tipo de papel, que a Europa só conhece no século XII através dosÁrabes. Aí surgem as primeiras fábricas de pasta de papel no sul da Península Ibérica, que se generalizarão em toda a Europa a partir do século XV.

A indústria do livro: na Idade Média, com o desenvolvimento do ensino e das universidades, o livro, a leitura e o comentário de textos eram fundamentais. Havia a necessidade de cópias rigorosas e em maior número, o que era difícil com os processosutilizados. A invenção de Gutenberg transforma a publicação e difusão do livro e cria a imprensa. Os primeiros livros impressos foram designados incunábulos.
A invenção de Gutenberg: criou a reprodução mecânica que revolucionará a produção e difusão do livro, conduzindo ao advento da imprensa. Fez em metal blocos de letras individuais, as letras necessárias para cada página de texto eram dispostasnum caixilho de madeira e colocadas num prelo. Após serem tintadas, o papel era comprimido sobre elas, com uma prensa de madeira, produzindo em poucas horas o trabalho equivalente a meses de trabalho de copistas.




































História

Considera-se que tenha sido fundada no início do...
tracking img