Benchmarking

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1180 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Gerenciamento do Tempo em Projetos

Prof. Emerson Ricardo Furlaneto Gerente de Projetos emerson.furlaneto@gmail.com
Emerson Furlaneto

Agenda
Case 1 – O caso Fred Jordan História do Gerenciamento de tempo e sua importância Almoço Processos PMBoK 6.1 Definir as atividades Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas Atividade de Projeto 6.2 Seqüenciar as atividades Entradas Ferramentas e TécnicasSaídas Atividade de Projeto 6.3 Estimar recursos das atividades Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas
Emerson Furlaneto

Case 1

O caso Fred Jordan - 1978

Emerson Furlaneto

História do gerenciamento de tempo e sua importância

Emerson Furlaneto

“Quem não tem um projeto de vida e, portanto, pouca clareza na lista de prioridades, não negocia bem as demandas e o efeito é sempreeste: O tempo é curto”

“Aproveitar bem o tempo é uma das principais competências para a prevenção de estresse e melhoria da qualidade de vida” “Um gerente que não seja bom em planejamento pode passar um mês por ano no Tibete, mas continuará sofrendo com as pressões”
Aguinaldo Neri, psicólogo e professor da PUC- Campinas, in revista Swiss Park , Fev 2011
Emerson Furlaneto

Gerenciamento detempo do Projeto

Emerson Furlaneto

Ref. Processos de Gerenciamento de Projetos em Projetos - Página 43 PMBoK – Capítulo 3

Emerson Furlaneto

Ref. Processos de Gerenciamento de Projetos em Projetos - Página 47 e 60 PMBoK – Capítulo 3

Emerson Furlaneto

6.1 Definir as atividades

Emerson Furlaneto

6.1 Definir as atividades

Emerson Furlaneto

6.1 Definir as atividadesEntradas
Linha de base do escopo Entregas do projeto, restrições e premissas documentadas Fatores ambientais da empresa Sistema de Informações do gerenciamento de projetos (SIGP) Ativos de processos organizacionais Políticas, procedimentos e diretrizes Base de conhecimento de lições aprendidas, informações históricas de projetos anteriores.
Emerson Furlaneto

6.1 Definir as atividadesFerramentas e técnicas
Decomposição •Subdivisão dos pacotes de trabalho em componentes menores chamadas atividades •Cada pacote de trabalho dentro da EAP se decompõe em atividades menores •Deve-se envolver membros da equipe para um melhor resultado

Emerson Furlaneto

6.1 Definir as atividades Ferramentas e técnicas
Planejamento em ondas sucessivas •Elaboração progressiva onde o curto prazo é bemdetalhado enquanto atividade futuras estão em níveis mais altos da EAP. •Detalhamento evolui conforme o projeto passa pelo ciclo de vida.

Emerson Furlaneto

6.1 Definir as atividades Ferramentas e técnicas
Modelos •Lista padrão de atividades ou parte de um projeto anterior •Identificar marcos típicos do cronograma Opinião especializada •Membros da equipe ou outros especialistas comexperiência

Emerson Furlaneto

6.1 Definir as atividades Saídas
Lista das atividades •Lista que inclui todas as atividades necessárias no projeto. •Deve ter um detalhe suficiente para que os membros do projeto entendam que trabalho deve ser executado

Emerson Furlaneto

6.1 Definir as atividades Saídas
Atributos das atividades (varia de acordo com a aplicação)
•Identificação dos múltiploscomponentes associados às atividades. •Identificador (ID) da atividade •ID da EAP •Atividades predecessoras, sucessoras •Relações de lógicas •Antecipação •Esperas •Requisitos de recursos •Datas impostas •Restrições e premissas •Responsável •Área geográfica •Etc..
Emerson Furlaneto

6.1 Definir as atividades Saídas
Lista dos marcos •Pontos ou eventos significativos do projeto •Indicar se o mesmo émandatório ou opcional

Emerson Furlaneto

Atividade de Projeto

Lista de Atividades incluindo: Codificação Descrição das Atividades Marcos

Emerson Furlaneto

6.2 Seqüenciar as atividades

Emerson Furlaneto

6.2 Seqüenciar as atividades

Emerson Furlaneto

6.2 Seqüenciar as atividades Entradas
Lista das atividades
•Lista que inclui todas as atividades necessárias no...
tracking img