Behaviorismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1156 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TREINO DISCRIMINATIVO



RELATÓRIO: TREINO DISCRIMINATIVO

Trabalho realizado em laboratório, através
da disciplina de apoio Psicologia Geral
Experimental, paraelaboração do processo
de Treino Discriminativo.



O trabalho realizado tem como tema principal: Treino Discriminativo, que possui o objetivo de estudo o comportamento do rato, em que será reforçado diante de estímulos discriminativos, e não reforçado diante de estímulos delta (extinção dereforço).
O Treino Discriminativo faz parte do controle de estímulos, e se estabelece quando um comportamento tem alta probalidade de ocorrer na presença do estímulo discriminativo e baixa probalidade de ocorrência na presença do estímulo delta (Skinner, 1967).
Em controle de estímulos, este termo se refere “à influência dos estímulos antecedentes sobre o que o organismo faz, ou seja, o efeito que umdeterminado contexto tem sobre o comportamento. Tal influência dos estímulos antecedentes se dá pela relação que possuem com as conseqüências do responder. Os estímulos associados ao reforço aumentam a probabilidade da ocorrência do comportamento, enquanto que os estímulos que sinalizam a extinção ou a punição diminuem a probabilidade do comportamento quando tais estímulos forem apresentados” (Madeira,2009). Portanto, o controle de estímulos é fazer que um estímulo controle o comportamento, e fazer com que este mude diante da presença do estímulo.
No estímulo discriminativo, sinaliza-se que uma determinada resposta será reforçada, enquanto que em estímulos delta, sinaliza-se que uma determinada resposta não será reforçada, isto é, haverá a indisponibilidade do reforço ou a sua extinção(Millenson, 1975).
É importante descrever, que no estímulo discriminativo não há a eliciação (provocação) de respostas, pois neste caso por falar-se de comportamento operante discriminado, diz-se que o estímulo apenas fornece contexto para que ocorra a resposta (Catania, 1999). Assim, quando insere-se uma nova variável (o contexto), passa a falar sobre os comportamentos operantes discriminados, ou seja,aqueles que se emitidos em um determinado contexto, produzirão conseqüências reforçadoras (Madeira, 2009).
Quando insere-se os estímulos discriminativos nas contingências obtém-se a unidade básica de análise do comportamento operante, denominado por Skinner o processo de Tríplice Contingência. A Tríplice contingência pode ser explicada pela seguinte Expressão: Sd – R – Sr (Madeira, 2009).Portanto, no treino discriminativo, o reforço deve ser imediatamente apresentado após a emissão da resposta frente ao estímulo discriminativo, e nunca frente a um estímulo delta (Moreira, 2007). Pois aprende-se a discriminação, porque passa por um treino discriminativo, em que ao reforçar um comportamento na presença de Sd, e extinguir o mesmo comportamento na presença de S delta, denomina-se este treinode reforçamento diferencial (Millenson, 1975).

MÉTODO

Sujeito
O sujeito utilizado foi um rato virtual, branco. Ele foi mantido individualmente em uma caixa experimental, em observação, privado de alimento.

Ambiente, materiais e instrumentos
Dentre os aparelhos, virtualmente foram utilizados, a caixa experimental de Skinner, contendo em seu interior a barra, bebedouro (não utilizado noexperimento) e o acionador de alimento (utilizado somente em presença de Sd).
Os materiais utilizados para anotação foram: folha de registro, caneta esferográfica, lápis, borracha e cronômetro.

Procedimento
O experimento realizado teve duração de 30 minutos, e era marcado por minuto com contagem cronométrica, quantas respostas eram emitidas em Sd, e quantas eram emitidas em S delta.
Para a...
tracking img