Asquelmintos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3055 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ASQUELMINTOS

Nome comum de um grupo heterogêneo de animais com forma de verme e que apresentam uma cavidade cheia de líquido às vezes utilizada como esqueleto. Esta cavidade recebe o nome de pseudoceloma, pois não possui revestimento epitelial. Os asquelmintos podem viver tanto na água como no solo, ou, ainda, como parasitas de plantas e animais.
Atualmente, considera-seque os asquelmintos apresentam uma série de características próprias que faz com que haja a necessidade de considerar cada animal deste grupo pertencente a um filo independente. Entretanto, muitos autores aceitam a idéia de incluí-los num superfilo denominado Asquelmintos.
Filo Loricifera
Este é um grupo recentemente nomeado e descrito por Reinhardt Kristensen (1983). Onome Loricifera (do latim lorica, “espartilho”; ferre “portar”) refere-se à lorica cuticular bem desenvolvida que reveste a maior parte do corpo. A maioria dos loricíferos tem sido encontrada em profundidades em torno de 300 a 450 metros, em sedimentos marinhos grosseiros. Até agora, todos os loricíferos têm sido colocados em duas famílias (Nanaloricidae e Pliciloricidae) e em uma única ordem,Nanaloricida. Todos são de vida livre.
Não possuem sistema circulatório nem sistema endócrino e podem sobreviver em condições de completa falta de oxigênio.

Tem menos de 0,5mm de comprimento e têm até 10.000 células. Possuem introverte anterior para fixação no substrato, tórax e tronco. O cone oral não é reversível, mas, sim, protrável. Tem cutícula quitinosa, epiderme e célulasmusculares individuais. O introverte pode ser retraído para dentro da extremidade anterior da lorica, que é composta por placas cuticulares longas. Há a presença de 300 escálides sensórias e locomotivas. Vivem firmemente aderidos nos espaços intersticiais de cascalho marinho de conchas, sendo assim de difícil coleta ainda vivos. Não se sabe muito sobre o ciclo de vida, visto que todos os estudos se dãoem organismos conservados.

Esses animais têm uma cabeça, boca e sistema digestório como um conjunto de "sombrinhas" no esqueleto especializado com escalas entre cada parte e usadas para mover o animal. Não têm sistema circulatório e nem endócrino. Os animais são hermafroditas e provavelmente ovíparos. Eles têm um ciclo de vida muito complexo. As espécies que vivem nas partes mais profundas domar podem se reproduzir por partenogênese ou reprodução pedogenética. Não há registros fósseis deles.



Resumo das Características:
- Bilaterais, não-segmentados e provavelmente blastocelomados;
- Corpo dividido em uma cabeça, pescoço e tórax, todos retráteis para dentro do abdômen;
- Abdômen alojado em um lorica cuticular e epiderme celularsuportada por uma lâmina basal;
- Boca em um cone oral rodeado com espinhos (estiletes), cabeça (introverte) e pescoço com 7-9 fileiras de escálides;
- Trato digestivo completo;
- Sem sistema circulatório ou de troca de gases aparente;
- Um par de protonefrídeos, situado nas gônodas;
- Dióicos, desenvolvimento inclui larvas de Higgins única;- Todos habitam ambientes intersticiais marinhos.
[pic]
Loricifera (550x600)


Morfologia[pic]


Uma fêmea adulta de loricífera, Nanaloricus mysticus (vista ventral)




[pic]
A extremidade anterior de N. mysticus
Loricíferos são dioicos; machos e fêmeas diferem externamente na forma e número decertas escálides. O sistema reprodutivo do macho compreende dois testículos dorsais na cavidade abdominal, provavelmente um blastoceloma. O sistema feminino inclui um par de ovários e provavelmente um receptáculo seminal. Suspeita-se que a fertilização seja interna. Os loricíferos possuem um par de protonefrídios monoflagelados que estão localizados dentro das gônodas.
[pic]...
tracking img