Asea brow boveri

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1850 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMARIO
1 INTORUDCAO
2 REFRENCIAL TEORICO
2.1 PERFIL DA EMPRESA
2.2 RAPIDO HISTORICO
3. DEPARTAMENTALIZACAO
3.1 DEPARTAMENTALIZACAO POR PROJETOS
4. A IMPLEMENTACAO DA DEPARTAMENTALIZACAO POR PROJETOS NA ABB
5 . CONCLUSAO
6. REFERENCIAS


















INTRODUÇÃO
Nas organizações atuais a procura por modelos de gestãoconsiderados mais rentáveis têm aumentado, na medida em que as empresas procuram inserir-se no novo contexto mundial, este reflexo da evolução dos meios tecnológicos, em especial da comunicação e transportes, denominada globalização. Com isso, os modelos de gestão oriundos das Eras Clássica e Neoclássica passam a ser questionados e reformulados, visando aliar-se às novas práticas globais e ao pensamentomoderno, resultando na chamada Era da Informação.
Essa procura por novos modelos baseia-se na Teoria contingencial, definida por Ferreira (2002 et al) como aquela que incorpora os conceitos de vária s outras teorias, passando uma mensagem de que nada é absoluto e que existe uma continuação entre teorias aparentemente opostas, o que pode ser demonstrado, seja na estrutura, com o surgimento dasestruturas em rede, que partem de modelos mais simplificados e estáticos, ou seja no ambiente, que passa a ser mutável e dinâmico, contrastando com os modelos organizacionais mais enrijecidos e menos propícios a transformações
A implantação de novos modelos organizacionais, baseiam-se na departamentalização utilizada pela organização, definida por Chiavenato como o processo pelo qual a empresa cria, apartir de seu crescimento e da especificação de seu trabalho, departamentos e divisões. Interligados à visão mecanicista encontra-se uma departamentalização mais rígida. Com a evolução tecnológica, porem, as grandes empresas foram forçadas a buscar formas mais complexas que se adequassem melhor a essa nova realidade e que visassem estimular a competitividade, o dinamismo, a redução de custos e aacessibilidade e disponibilidade da informação para melhor o processo produtivo organizacional.
Nesse cenário, a ABB, empresa resultante da fusão das empresas Asea e Brown Boveri, procurou um novo modelo organizacional, buscando um aumento na competitividade e uma inserção maior no mercado global, reformulando seus processos e sua estrutura, que passou de modelos mais centralizados e estagnados aformatos considerados ágeis e descentralizados.
Tendo por base as definições apresentadas e a aplicação dos conceitos utilizados pela empresa abordada, até que ponto o modelo de gestão por processos é viável nas grandes organizações?
Á seguir será discutida e implementação de projetos na empresa Asea Brown Boveri contrastando os conceitos de estudiosos com os métodos empíricos utilizados pelaorganização.
























REFERENCIAL TEÓRICO :

PERFIL DA EMPRESA :

A ABB é líder em tecnologias de energia e automação, proporcionando aos clientes industriais e de concessionárias a melhoria de performance energética, reduzindo impactos ambientais. O grupo ABB opera em cerca de 100 países e emprega em torno de 130.000 funcionários. A tecnologia é a peçachave na ABB, a empresa possui 9 centros de desenvolvimento, 6000 cientistas e 70 colaboradores em universidades no mundo. A questão da sustenbabilidade para a ABB significa equilibrar o sucesso econômico, padrões ambientais e progresso social em benefício de seus públicos de interesse. A empresa define como cultura própria o seguinte pensamento : “ Bons líderes são caracterizados por competência,ambição e integridade. “
Tais características asseguram que atua de acordo com os valores corporativos, cumprindo compromissos com seus clientes, funcionários, comunidades e regiões em que operam. A empresa possui como código de conduta o compromisso de seguir os mais elevados padrões de ética e integridade em seus negócios. O ativo mais valioso da ABB é a sua reputação e, como qualquer outro...
tracking img