As linhagens do estado absolutista - perry anderson

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (821 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Estado absolutista do Ocidente emergiu no século XVI, após a longa crise das sociedades européias no final da Idade Média (XIV e XV), sendo que tal crise foi responsável por intensas transformaçõesno modo de produção feudal. Caracterizando as transformações nos instrumentos e nas relações de trabalho feudal e não no nível econômico ou cultural. As contradições existentes sobre a naturezahistórica das monarquias absolutistas do Ocidente persistem desde que as monarquias eram um instrumento de equilíbrio entre classes em conflito
As monarquias absolutas introduziram exércitos regulares, umaburocracia permanente, o sistema tributário nacional, a codificação do direito e os primórdios de um mercado unificado. Todas estas características parecem ser eminentemente capitalistas, poiscoincidem com o desaparecimento da servidão. Mas, o fim da servidão não significou o fim das relações feudais no campo, pois a propriedade agrária aristocrática impedia um mercado livre na terra, em outraspalavras, enquanto o trabalho não foi separado de suas condições sociais para se transformar em força de trabalho, as relações de produção rurais permaneciam feudais. O surgimento do absolutismo écompreendido pelas transformações que ocorreram entre o Estado aristocrático e a propriedade feudal, um Estado feudal estruturado nas grandes propriedades e no trabalho servil. Com a comutaçãogeneralizada das obrigações, transformadas em rendas monetárias, a unidade de opressão política e econômica do campesinato foi gravemente debilitada e ameaçada. O poder de classe dos senhores feudais estavaassim diretamente em risco com o desaparecimento gradual da servidão. O Estado absolutista era um Estado com características capitalistas, mas a autoridade política permanecerá a mesma, do antigosistema feudal, a aristocracia rural. Uma sociedade em que as antigas formas de produção são substituídas por novas formas, ou melhor, o dinheiro converte-se em capital, o capital em fonte de mais-valia,...
tracking img