Artes visuais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1646 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A ARTE, A ARTEIRICE E A ARTE (FATO) OU COMO (DESIN)FORMAR EDUCADORES

Sainy C. V. Veloso*

Resumo: A autora recorre à história da educação artística no Brasil para dimensionar a formação profissional e seu compromisso com a reflexão crítica, criação e sensibilidade visando a mudanças socioculturais. Palavras-chave: arte; educação; sentido; linguagem; senso crítico; consciência histórica.Diz a sabedoria popular que um problema nunca vem só. Acredito piamente. Destarte, entre um emaranhado de linhas embaralhadas puxo dois fios – considerando-os mais significativos – para buscar entender as relações entre arte, arte-educador e educação no Brasil. O primeiro fio é histórico. Como o processo de colonização construiu nossa idéia de arte e, consecutivamente, de arte-educação?Reproduzimos esse modelo até hoje? Enroscado no primeiro fio encontramos o segundo. O que somos? Arteiros, arteeducadores, alienados? Como construímos nossa formação profissional? Dimensionamos o fato de estar inferindo na formação de alguém e, consecutivamente, criando nossa própria realidade? A arte é competência somente de artistas e arte-educadores? Seguindo o fio histórico percebemos os séculos XIX eXX, no Brasil, ricos em manifestações culturais e artísticas. Iniciam-se as primeiras instituições de ensino das artes seguindo modelos europeus. Preparávamos nossos artistas para habilidades técnicas e gráficas adequadas à expansão industrial européia. Lembramos, contudo, que no Brasil desses séculos não havia demanda para esse fim. Oficia-se, assim, por meio da Escola de Belas Artes, no Rio deJaneiro, o ensino artístico brasileiro, preparando profissionais alienados de nossa realidade. Isso sem contar com a formação de profissionais de arte, por artistas europeus, neoclássicos, voltados para a técnica do “saber desenhar”. Profissionais em nível institucional que vieram para o Brasil com a Missão Francesa. * Mestre em Arte e Tecnologia, Especialista em Linguagem Artística, Doutoranda emHistória pela UnB, professora do
curso de Pedagogia da Faculdade de Ciências da Educação, UniCEUB, Brasilia – DF.

Nas Escolas Normais desses séculos, a apreensão de esquemas de construções gráficas objetivava ilustrar aulas, fazer murais e enfeitar as escolas e os conteúdos transmitidos via repetição, visando exercitar a vista, a mão, a inteligência, a memória, o gosto e o senso moral. Essasresponsabilidades conferidas às normalistas ainda ocorrem com frequência no ensino da arteeducação. Não obstante o distanciamento histórico, o ensino de arte hoje corresponde ainda à formação de arte-educadores com essa visão neoclássica, ou seja, entendendo arte como sinônimo de representações convencionais de imagens e de sujeitos não-pensantes. O século XX iniciou-se com uma grande expectativa. ASemana de 22. A partir dela, identificamos uma inquietação com a realidade brasileira. O mito do Macunaíma, de Oswald de Andrade, identificou-nos bem ao condensar nossa inquietação e hibridade cultural. Outros movimentos como, por exemplo, a criação de universidades nos anos 30, o surgimento das Bienais de São Paulo a partir de 1951, os movimentos universitários ligados à cultura popular nos anos50 e 60, o movimento da contracultura nos anos 70, a constituição e mobilização profissional nos anos 80, acrescentaram e possibilitaram a reflexão sobre nossa identidade e, por conseguinte, nossa prática artística, infelizmente ainda desvinculada da educação. Na metade do século XX, o educador Augusto Rodrigues liderou a criação de uma Escolinha de Arte, no Rio de Janeiro, estruturada nos moldesda Pedagogia Nova, originária na Europa e Estados Unidos. A Escolinha propunha uma educação por meio da arte. Marcadamente experimental, essa pedagogia priorizava a expressão, considerando-a um dado subjetivo e individual em todas as atividades, articulando aspectos intelectuais e afetivos. O aluno é entendido como um ser criativo e como tal deve-se educar com todas as condições possíveis de...
tracking img