Aprendendo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1855 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Importância para o profissional de ST de se entender esse mineral:
Saber a empregabilidade desse minério e do que é composto, é importante para o técnico de segurança no trabalho, pois assim saberemos os riscos que o trabalhador está exposto ao extrair esse minério e conscientizarmos os trabalhadores e o empregador sobre a importância do uso do EPI e dos exames clínicos que precisam ser feitosperiodicamente.
O que é:
O caulim é formado basicamente pela caulinita e possui cor branca devido ao baixo teor de ferro. Ele faz parte do dia a dia de todo mundo e quase ninguém percebe. Trata-se de um mineral argiloso branco, não inflamável, não tóxico e que não apresenta reatividade química. Ele é empregado na fabricação de papéis especiais que apresentam alto brilho e lisura, melhorando aimpressão e a escrita. Também é usado na fabricação de cerâmicas, porcelanas, cosméticos, materiais de higiene, filtros catalisadores para controle de poluição em automóveis, plásticos, borrachas entre outros produtos.
Aplicação:
O caulim é considerado um dos minerais mais versáteis da indústria e por isso é utilizado em diversas aplicações. Dentre elas, destacam-se:
Na fabricação de materiaisrefratários, plásticos, borrachas, tintas, adesivos, cimentos, inseticidas, pesticidas, produtos alimentares e farmacêuticos, catalisadores, absorventes, dentifrícios, clarificantes, fertilizantes, gesso, auxiliares de filtração, cosméticos, produtos químicos, detergentes e abrasivos, além de cargas e enchimentos para diversas finalidades.
A primeira utilização industrial do Caulim foi nafabricação de artigos cerâmicos e de porcelana há muitos séculos. Somente a partir de 1920 é que se teve início a aplicação do Caulim na indústria de papel, sendo precedida pelo uso na indústria da borracha.
Posteriormente, o Caulim passou a ser utilizado em plásticos, pesticidas, rações, produtos alimentícios e farmacêuticos, fertilizantes entre outros. Atualmente há grande variedade de aplicaçõesindustriais.

Como é a extração:

O caulim é retirado da natureza através de extração. Podemos citar exemplo de 02 (duas) minas de extração. A primeira encontra-se no cume da montanha e de lá, é retirado um tipo de caulim de cor amarela (muito usada na indústria farmacêutica), e, já se tem um estudo pronto que abaixo desse tipo de caulim, existe o caulim branco. Na segunda mina, o caulim éencontrado nas profundezas da montanha, ou seja, são abertas várias trilhas no interior da montanha onde os funcionários entram e caminham por essas trilhas para coletar o minério.

Em ambas as formas, o caulim é retirado e colocado em caçambas, onde são
levadas para o setor de beneficiamento. Algumas extrações do caulim são feitas manualmente por trabalhadores, veja o exemplo dessa história:“Muitas pessoas que trabalham nesse serviço sabem que vêm, mas não sabem se voltam para casa.” Expedito reclama do trabalho de maneira resignada enquanto se prepara para descer de novo às galerias em que ele e seus dois irmãos exploram caulim. O sol forte do sertão potiguar no início da tarde reflete-se no chão polvilhado com esse minério branco, “ofendendo a vista”, como eles dizem. O mais velho,Vanderval, 31 anos, é o primeiro. Um galho de árvore, que serve de cadeirinha, é amarrado a uma corda presa a um carretel de madeira suspenso sobre um buraco. O mais novo, Carlos, vai soltando a corda do carretel e descendo o irmão como se levasse um balde ao fundo de um poço. Mas nesse caso, lá embaixo não há água – que, aliás, deu o ar de sua graça apenas no início do ano na forma de chuva edesapareceu, fazendo minguar as plantações de milho.

Após 15 metros de um precário rapel sem equipamentos de segurança, chega-se a uma rede de túneis escavados pelos três nos últimos dois anos. Não há vigas de sustentação ou nenhum escoramento. A iluminação é feita por velas – uma, duas ou três na mesma mão, dependendo do negrume do caminho.
Na outra, picareta e pá. Por dia, puxam uma “carrada”...
tracking img