Aprendendo a liderar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6775 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Aprendendo a Liderar

Muitas empresas tentam copiar o famoso Sistema Toyota de Produção (STP), que utiliza práticas simples em tempo-real para continuamente melhorar suas operações. Poucas empresas alcançam o tão sonhado sucesso que a Toyota consistentemente alcança: qualidade inigualável, confiabilidade, e produtividade; redução de custo incomparável; crescimento das vendas e da participaçãode mercado; e capitalização de mercado. Qual a dificuldade? Abordagem errada do treinamento STP para os líderes: Elas contam com introduções superficiais do sistema, tais como “walk-through” na fábrica e sessões de orientação. Porém, para verdadeiramente entender o STP, os gerentes devem vivenciá-lo – absorvendo tudo através do longo e árduo treinamento de imersão total.

Fundamentos dotreinamento de imersão total? Os estagiários de Liderança observam diretamente as pessoas e as máquinas em ação – procurando e tratando os problemas a medida que eles surgem. Através de experimentos simples e frequentes – trocar uma tomada, ajustar código do computador – eles testam suas hipóteses de quais mudanças geram quais consequencias. E eles recebem “coaching” – não respostas – de seus supervisores.O treinamento de Imersão total leva tempo. Ninguém consegue assimilar em apenas algumas semanas ou meses. Mas o resultado faz a espera valer a pena: um núcleo de gerentes que não apenas personificam o STP, mas que também podem ensinar para os outros.


Os Fundamentos para o treinamento de imersão total:

OBSERVAÇÃO DIRETA
Os estagiários observam os funcionários e as máquinas operarem, embusca de problemas visíveis.





Exemplo:
Bob Dallis, um gerente talentoso contratado para uma posição de alto-nível em uma das fábricas da Toyota EUA, começou seu treinamento observando os montadores de motor trabalhar. Ele detectou vários problemas. Por exemplo, enquanto um funcionário carregava uma máquina, ele frequentemente esbarrava sem querer no tomada antes da máquinaestar totalmente alinhada, fazendo com que a máquina parasse.


MUDANÇAS ESTRUTURADAS COMO EXPERIMENTOS
Os aprendizes articulam suas hipóteses sobre o impacto das mudanças, e então usam experimentos para testarem suas hipóteses. Eles explicam a diferença entre os resultados prognosticados e os resultados reais.

Exemplo:
Durante as seis primeiras semanas de treinamento, Dallis eseu grupo de montadores sugeriram 75 mudanças – tais como re-posicionar as maçanetas das máquinas para reduzir o esforço do pulso – e implantaram a mudança em um final de semana. Dallis e seu gerente de orientação, Mike Takahashi, passaram a semana seguinte estudando a linha de produção para ver se as mudanças tinham surtido os efeitos desejados. Eles verificaram que a produtividade do funcionárioe a segurança ergonômica tinham melhorado consideravelmente.

EXPERIMENTOS FREQUENTES
Os estagiários devem fazer vários experimentos rápidos e simples ao invés de longos e complexos. Isto gera “feedback” contínuo na eficácia das soluções. Eles também buscam tratar dos problemas crescentemente complexos através de experimentos. Isso permite que eles cometam erros no início sem que hajaconseqüências sérias – aumentando assim a disponibilidade de assumir riscos com problemas maiores.

Exemplo:
Durante seus primeiros três dias de treinamento em uma fábrica japonesa, pediram para Dallis simplificar o trabalho de um funcionário da produção, fazendo 50 melhorias – uma média de 1 mudança a cada 22 minutos. A princípio Dallis pode observar e alterar aspectos óbvios de seu colega detrabalho. Ao chegar ao terceiro dia, ele verificou os impactos mais sutis de um novo “layout” de produção com os movimentos do funcionário. Resultado? 50 problemas identificados – dos quais 35 foram solucionados no mesmo instante.

GERENTES COMO COACHES
Os supervisores dos aprendizes servem como ”coaches”, não como solucionadores de problemas. Eles ensinam os estagiários a observar e...
tracking img