Apostila de radiologia posicionamento de coluna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1228 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INCIDÊNCIA DE COLUNA CERVICAL AP




Estruturas Demonstradas
Corpos vertebrais de C3 até T2 , espaço entre
pedículos e espaços dos discos intervertebrais.




Fatores Técnicos

Filme 18x24 cm sentido longitudinal com bucky

Posição do Paciente
Ortostática


Posição da Parte

Alinhe o PMS à LCE.
Ajuste a cabeça de modo que o plano oclusivo ou oclusal
(linha que vai do mentoaté a base do crânio ) esteja
perpendicular à estativa.
Borda superior do chassis cerca de 2,5 cm
acima do MAE ( Meato Acústico Externo)




Raio Central

Angulado em 15° à 20° sentido cefálico para entrar no nível
da margem inferior da cartilagem da tireóide. DFoFi 1 m

Colimação
Fechar a colimação no pescoço.

Respiração
Prender a respiração durante a exposição. O pacientenão deve
engolir a saliva durante a exposição.

Observação: Retirar balas e chicletes da boca.



INCIDÊNCIA DE COLUNA CERVICAL LATERAL




Estruturas Demonstradas
Corpos vertebrais cervicais, espaços intervertebrais articulares,
pilares articulares, processos espinhosos e

articulações zigapofisárias



Fatores Técnicos

Filme 18x24 cm sentido longitudinal com bucky

Posiçãodo Paciente
Ortostática


Posição da Parte

Alinhe o PMC à LCE.
Borda superior do chassis cerca de 5 cm
acima do MAE ( Meato Acústico Externo)
Peça ao paciente para deprimir os ombros para baixo o quanto possível. (Faça isso como último
passo antes da exposição, pois essa posição é de difícil manutenção.)
Estenda levemente o queixo para a frente (a fim de evitar a sobreposição).Raio Central

Perpendicular direcionado ao nível
da margem superior da cartilagem da tireóide
DFoFi 1,50 m



Colimação
Fechar a colimação no pescoço.

Respiração
Prender a respiração durante a exposição. O paciente não deve
engolir a saliva durante a exposição.

Observação: Retirar balas e chicletes da boca.





INCIDÊNCIA DE COLUNA CERVICAL


OBLÍQUAS ANTERIORES EPOSTERIORES D/E




Estruturas Demonstradas
Anteriores oblíquas: forames intervertebrais e pedículos
no lado do paciente mais próximo ao filme. .
Posteriores oblíquas: forames intervertebrais e pedículos
no lado do paciente mais distante do filme.




Fatores Técnicos

Filme 18x24 cm sentido longitudinal com bucky

Posição do Paciente
Ortostática


Posição da Parte

Alinhara coluna em relação à LCE.
Borda superior do chassis cerca de 5 cm
acima do MAE ( Meato Acústico Externo)
Rodar o corpo e a cabeça em 45°
Estenda o queixo para evitar que a mandíbula fique superposta sobre as vértebras.
Elevar muito o queixo sobreporá a base do crânio em C1.




Raio Central


Oblíquas anteriores:

Angulado 15° a 20° em sentido caudal em direção ao nível da margemsuperior da
Cartilagem da tireóide.
Oblíquas posteriores:
Angulado 15° a 20° em sentido cefálico em direção ao nível da margem superior da
cartilagem da tireóide.
DFoFi 1,00 m

Colimação
Fechar a colimação no pescoço.

Respiração
Prender a respiração durante a exposição. O paciente não deve
engolir a saliva durante a exposição.

Observação: Retirar balas e chicletes da boca.INCIDÊNCIA TRANSORAL

Estruturas Demonstradas
Dente (processo odontóide) e corpo vertebral de C2, massas laterais de C1 e articulações zigapofisárias entre C1 e C2 devem ser claramente demonstrados através da boca aberta.

Fatores Técnicos
Filme 18x24 cm sentido longitudinal com bucky

Posição do Paciente
Ortostática

Posição da Parte
Alinhe o PMS à LCE. Assegure-se deque a boca esteja totalmente aberta durante a exposição. Faça isso como último passo, e trabalhe rapidamente, pois é difícil manter essa posição. Borda superior do chassis cerca de 5 cm acima do MAE ( Meato Acústico Externo)

Raio Central
Perpendicular dirigido no centro da boca aberta. DFoFi 1 m

Colimação
Fechar a colimação no pescoço.

Respiração
Prender a respiração durante a...
tracking img